17 de jul de 2014

Serrinhense é assassinado no RJ e corpo está desaparecido, diz família

Redação Portal Clériston Silva PCS

A Polícia Civil do Rio de Janeiro (RJ) está investigando a morte do serrinhense Claudio Santos da Silva, de 38 anos, cujo corpo está desaparecido há dez dias.

A informação foi divulgada na manhã desta quinta-feira (17) no “Jornal Serrinha Hoje” da Rádio Continental AM. De acordo com informações colhidas pelo repórter Renny Maia, Claudio trabalhava como auxiliar de pedreiro no Rio de Janeiro, mas ultimamente, morava com os pais na comunidade de Malhada do Alto, em Serrinha.

O pai da vítima, o aposentado Simão Mota da Silva, de 74 anos, explicou que no domingo, 6 de julho, o filho recebeu uma ligação de um colega convidando-o para retornar ao Rio de Janeiro, pois o mesmo havia reservado uma vaga de emprego para ele. Claudio, que estava fazendo “bico” [trabalho temporário] na cidade de Capim Grosso (BA), teria aceitado o convite e embarcou para a cidade carioca no dia seguinte (7 de julho).

Já no Rio, na terça-feira, 8 de julho, Claudio se reuniu com alguns amigos para assistir a primeira partida das quartas de final da Copa do Mundo entre Brasil e Alemanha, quando foi surpreendido por quatro homens amados a bordo de um carro preto.

Moradores da área testemunharam o crime e disseram que, antes dos disparos, os criminosos tentaram colocar a vítima à força dentro do veículo, mas como ele resistiu acabou sendo baleado no meio da rua. Ainda de acordo com os relatos, pelo menos nove tiros foram disparados.

Ao constatar que Claudio já estava morto, os criminosos colocaram o corpo dele no porta-malas do veículo e fugiram em alta velocidade.

Parentes do serrinhense que moram no mesmo estado se dirigiram ao Instituto Médico Legal (IML) do Rio de Janeiro, mas até o momento o corpo não foi localizado. A família não soube informar a motivação nem a autoria do crime e aguarda o resultado das investigações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário