27 de jul de 2009

Celas lotadas na delegacia de Serrinha


O Sindicato dos Policiais da Bahia (Sindpoc) lançou uma campanha com o objetivo de fazer um raio x nas delegacias em todo o estado. A entidade está visitando delegacias da capital e do interior para fazer um levantamento dos problemas e deficiências detectados. Em Serrinha, na região sisaleira, encontrou problemas graves e históricos como as celas lotadas, conforme revela a foto acima,umidade nas paredes, além de duas viaturas quebradas que estão há mais de dez anos na porta da delegacia. Isso sem falar na falta de estrutura para os policiais trabalharem. "Em muitos lugares faltam carros e armamento. Não é só em Serrinha que a situação da Polícia Civil é complicada. Falta investimento do governo", afirmou Bernardino Gayoso, secretário geral do Sindpoc. "Esperamos, com nossa campanha, conseguir sensibilizar o governo para melhorar a nossa situação", acrescentou.

26 de jul de 2009

Sabádo 15:43/O descaso da limpeza pública


Em uma das mais movimentadas avenidas da cidade de Serrinha (Av.ACM),próximo ao bairro da adelba, os urubus devoram a carne podre de um animal atropelado na manhã da última quinta feira 23/07 (foto).

Despreocupados com o incômodo provocado aos moradores da área,os agentes da limpeza pública foram incapazes de retirar o animal do local.

Repugnante!!!

25 de jul de 2009

Flagrante do descaso com a segurança pública


Flagramos na última semana Policiais Militares de Ibicaraí,municipio que tem 25 mil habitantes,localizado na região sul da Bahia, empurrando a única viatura da cidade que esta sucateada e agora só pega no tombo.

Com investimento de aproximadamente R$ 14,7 milhões,o governo da Bahia entregou recentemente 153 novas viaturas para a Policia Militar e Policia Civil, nem uma foi destinada a Ibicaraí.

Um outro dia me deparei com o caminhão gaiola da Policia Rodoviária Estadual (PRE) servindo de viatura para realização de uma blitz na BA 409 (Serrinha-Conceição do Coité).

Uma Vergonha!!!

Wagner promete regionalizar o hospital municipal de Serrinha


Durante visita na última sexta-feira (24) á cidade de Serrinha, o governador Jaques Wagner (PT), anunciou a transformação do Hospital Municipal de Serrinha.

Com a mudança, a unidade deixa de ter o atendimento básico direcionado para a comunidade de Serrinha e amplia os serviços para toda a região com serviços de média e alta complexidade. A obra vai beneficiar mais de 700 mil habitantes em toda a micro-região, explicou o governador Jaques Wagner.

"Vamos fortalecer o hospital e transformá-lo em regional. Os prefeitos já fizeram a contratualização para que isso aconteça. Mas estamos dependendo de uma verba de R$ 1 milhão para que ele seja adequado para a demanda e tenha capacidade de atender toda a população. Eu já determinei que a Secretaria da Saúde reserve este dinheiro para a unidade", garantiu Wagner.

24 de jul de 2009

Valente inaugura CENARTE Sisal


Na última segunda-feira (20/07) foi inaugurado o Centro de Artesanato e Arte da Região do Sisal, CENARTE Sisal na cidade de Valente. O espaço abrigará os artistas populares da Região do Sisal da Bahia, com locais apropriados para comercialização de seus produtos.
Segundo o presidente da entidade, Antônio Dagoberto Rios, o CENARTE foi resultado de um esforço conjunto de toda a Diretoria, Gerências e colaboradores do IDRSisal, que se empenharam para tornar realidade um projeto de extrema importância para o segmento produtivo do artesanato, muitas vezes tão esquecido.
O CENARTE é um projeto em parceria com a Fundação Banco do Brasil, Ministério da Ciência e Tecnologia, SEBRAE e Prefeitura Municipal de Valente. O local possui uma loja para comercialização dos produtos artesanais, sanitários, depósitos, sala para capacitação e projeção de filmes educativos e documentários, lanchonete, centro digital equipado com oito computadores interligados à internet e administração, além de disponibilizar aos artesãos e artesãs, cursos de gestão, formação de preços, associativismo e cooperativismo, meio ambiente, oficinas de design.

23 de jul de 2009

Serrinha o tabuleiro do sertão

Serrinha teve como seus primeiros habitantes os índios da nação Cariri. Entretanto, foi com a chegada do português Bernado da Silva, comandante de uma expedição da colonização portuguesa, em 1715, que a organização urbana da cidade se deu. Assim, foi iniciada a construção de uma capela sob a invocação da Senhora Santana. A capela era filiada a freguesia de São João de Água Fria . A esse tempo o povoado já possuía 16 casas cobertas de telhas e servia de pousada aos visitantes e comerciantes e lojas de troupeiros que se destinavam ao Rio São Francisco.Em 1º de junho de 1838, a lei nº 67 criou o Distrito de Paz de Serrinha, e levou a capela à categoria, com paróquia própria, pelo Arebispo D. Romualdo Antônio Seixas. Em 24 de outubro de 1763 foi nomeado capelão o Pe. Antônio Manuel de Oliveira.A Igreja Matriz de Serrinha foi concluída em 1780 e possui uma inscrição de mármore no frontefício com os seguintes dizeres: "Louvado seja o Santíssimo Sacramento e a imaculada conceição da Virgem Nossa Senhora concebida sem pecado original". Presume-se que o ano de 1646 tenha sido o início da catequese dos índios Biritingas que dominavam a região.Pela Lei Provincial nº 1.069 de 13 de junho de 1876, foi o Arraial de Serrinha elevado á categoria de Vila e criado o Município de Serrinha, com território desmembrado do município de Purificação dos Campos, sendo inaugurado a 11 de janeiro de 1877. A Vila de Serrinha recebeu foros de "cidade" pelo Ato estadual de 30 de junho de 1891, assinado pelo Barão de Lucena, fato que constou da data de 4 de junho de 1891 do Conselho Municipal de Serrinha. A instalação solene da cidade ocorreu em 30 de agosto de 1891 segundo consta da Ata do Conselho municipal de Serrinha do referido dia.Mais de um século decorrido o município de Serrinha vai avançando no seu crescimento e desenvolvimento.