31 de ago de 2013

Polícia Militar qualifica tropa do 16º BPM/Serrinha

Redação Portal Clériston Silva PCS

A capacitação do policial militar é uma preocupação constante da Corporação. Nesse sentido, os policiais militares do 16º BPM de Serrinha receberam treinamento técnico e tático.

O Projeto Técnicas e Táticas Policiais Militares (PTTPM ) começou a ser executado em abril e formará cinco mil policiais por semestre em todo Estado. Em Serrinha, o treino de Tiro aconteceu em um estande de tiro localizado no Alto da Santa.

O contingente policial está sendo treinado por instrutores (Oficiais e Praças) das próprias Unidades Gestoras. Terão prioridade no treinamento os policias que atuam diretamente na área operacional (rádio-patrulhas).


De acordo com o Ten Cel PM Nivaldo Castro, Comandante do 16º Batalhão, este Projeto promoverá o nivelamento da tropa, correção dos procedimentos básicos que o encarregado da aplicação da Lei deverá adotar visando à inspeção de armas institucionais, tendo em vista a necessidade em constatar se a arma que irá portar durante o serviço está em perfeitas condições de funcionamento.

Em linhas gerais o PTTPM estabelece um plano de capacitação e treinamento periódico para todo o efetivo da PM, em diversas áreas, como Atualização em Legislação, Tiro Policial, Defesa Pessoal, Técnicas de Abordagens, Gerenciamento de Crise dentre outros.

Para o Comandante da Companhia de Emprego Tático Operacional (CETO), Tenente Charles Vieira, o treinamento eleva a auto-estima do Policial, “Cresce nele a auto-confiança, e cria um compromisso com a instituição e a sociedade”, avalia.

Treinamento dos policias militares do 16º BPM/Serrinha
Treinamento dos policias militares do 16º BPM/Serrinha


Treinamento dos policias militares do 16º BPM/Serrinha

Um comentário:

  1. Acredito que a PM, não só da Bahia, como também de vários outros estados, deveriam, além de concentrar-se tanto em treinamentos operacionais, ministrar ao seu contingente uma "dose" extra de aulas de relações humanas, cidadania e preparação psicológica ante a situações de tensão. Deveria também ter um cronograma de curso regulares obrigatórios para todos os integrantes da carreira, englobando todos esses aspectos. E que os policiais tenham a noção de que, em serviço, devem servir à população e não, por questões de ego, posicionarem em patamar superior a ela. E quando fora dele (do serviço) são cidadãos comuns, com os mesmos direitos e sujeições que os demais.

    ResponderExcluir