14 de ago de 2013

Jaguaquara: adolescente é detida suspeita de agredir filha até a morte

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Uma adolescente de 17 anos está apreendida suspeita de ter matado a filha de 50 dias depois de uma série de agressões em Jaguaquara, cidade que fica a 295 km de Serrinha, segundo informações da delegacia da cidade. A própria jovem confessou em depoimento que agrediu a filha em momento de nervosismo, mas sem intenção de matar.

Segundo a delegacia local, a polícia foi chamada pela manhã na rua do Campo, no entroncamento de Jaguaquara, com a informação de que havia no local o corpo de uma criança. Ao chegar lá, encontraram o bebê ainda vivo, com a avó. A criança foi levada às pressas para o Hospital Municipal, mas já chegou morta.

Como a menina tinha hematomas, estava com o braço direito quebrado e o pescoço deslocado, a polícia suspeitou do caso. A adolescente acabou confessando as agressões. Ela disse que na noite de ontem a menina estava com muita cólica e foi levada ao médico. Mesmo tomando um remédio, ela não parava de chorar e a mãe ficou nervosa, começando a sacudir o bebê. A avó da criança também foi ouvida e contou que tentou impedir a adolescente, pedindo para ela parar, sem sucesso. O pai da criança está internado em Jequié por conta de um acidente de moto.

Segundo a polícia, a mãe pode responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Como ela é menor de idade, o caso foi encaminhado ao Ministério Público.

A menina ainda não era sequer registrada, o que aconteceu somente hoje. O nome dela era Késsia de Jesus. O corpo do bebê está no Instituto Médico Legal de Jequié.

Nenhum comentário:

Postar um comentário