19 de set de 2013

Mulher que sofreu parada cardíaca em ônibus será enterrada em Irará

Redação Portal Clériston Silva PCS 

A mulher de 36 anos, que morreu após sofrer uma parada cardíaca dentro de um ônibus, em Salvador, durante a manifestação na Avenida Suburbana, na manhã de ontem (18), será enterrada em Irará, cidade localizada a 75 quilômetros de Serrinha.

Segundo informações da Secretaria Municipal da Saúde de Salvador, Cecília Maria, de 36 anos, passou mal por volta das 6h, pegou o ônibus para ir ao hospital, mas como estava há duas horas no congestionamento e não estava se sentindo bem, ela desceu do veículo para beber água em uma barraca. Neste momento, Maria sofreu uma parada cardiorrespiratória.

A viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas ficou presa no bloqueio durante o protesto na Rua Régis Pacheco e não conseguiu atender a vítima. Uma viatura que estava saindo de outra ocorrência e passou pelo local foi abordada por populares, e o médico fez a reanimação da paciente. No entanto, ela teve outra parada cardíaca e não resistiu.

A Secretaria de Saúde informou que o atendimento pode ter sido prejudicado pela manifestação, porque quando se trata de parada cardíaca, cada minuto é fundamental para aumentar as chances de sobrevivência. 

Manifestação - O protesto foi realizado por um grupo de moradores da Baixa do Fiscal, que reclama do excesso de buracos e das obras na Rua Luiz Maria, na Baixa do Fiscal. Cerca de 50 pessoas interditaram a pista, na proximidade do Viaduto dos Motoristas, e queimaram pneus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário