14 de set de 2013

Homem é levado para o hospital após ataque de abelhas na zona rural de Serrinha

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Um homem ficou gravemente ferido após ter recebido várias picadas de abelhas, no fim da tarde desta sexta-feira (13), na zona rural de Serrinha. O ataque ocorreu em uma propriedade rural nas proximidades do presídio, por volta das 16h.

Segundo informações levantadas pelo Portal Clériston Silva – PCS – o homem identificado apenas como Edilson estava trabalhando em uma lavoura quando foi atacado pelos insetos. Outro homem que trabalhava no mesmo local também foi atacado, mas conseguiu correr e se proteger das abelhas.

Após trinta minutos, a vítima foi levada para a emergência do Hospital Municipal de Serrinha. Segundo familiares, o homem teve com uma parada cardiorrespiratória e está respirando com a ajuda de aparelhos. O estado de saúde dele é considerado grave.

Contatado pelo PCS, o apicultor Adilson de Lacerda explica que 90% dos ataques ocorre porque a maior reprodução das abelhas acontece na primavera (de 23 de setembro a 21 de dezembro), quando há um aumento das flores e da polinização e as colmeias ficam mais abastecidas. “Quando chega a estação do calor, elas saem em busca de uma nova moradia e é, nesse momento, que ocorrem os ataques”, explica.

Como retirar o inseto - Se abelhas aparecerem na sua propriedade, não tente removê-las. Também não adianta fazer contato com o Corpo de Bombeiros – que só deve ser acionado em caso de vítimas de ataque do inseto. Quem for surpreendido por abelhas em casa, precisa contratar os serviços de um apicultor. Adilson informa que as abelhas não são agressivas, mas tendem a se defender. Por isso, para retirar um enxame, é preciso conhecer técnicas específicas. “Uma pessoa que não é especialista pode piorar a situação e ser atacada”, reforça o apicultor, lembrando que, em casos de alergia a abelhas, um ferimento pode ser fatal.

Enquanto a ajuda não chega - Apesar de a remoção do enxame ser feita por pessoa preparada para a tarefa, alguns cuidados podem ajudar a enfrentar o problema até o socorro chegar. De acordo com o apicultor, as abelhas têm visão e olfato apurados. Portanto, próximo a elas, deve-se evitar cheiro forte, movimentos bruscos, cores escuras (principalmente preto) e barulhos. Outras dicas são:

- Isolar a área onde a colmeia está posicionada;
- Não atirar objetos ou atear fogo para destruí-la – as abelhas podem atacar ferozmente;
- Manter animais de estimação longe das abelhas;
- Não esmagar o inseto porque o cheiro é um sinal de ataque para as companheiras;
- Não usar produtos químicos, que podem irritá-las.

Edilson foi atacado no momento que trabalhava em uma lavoura

Nenhum comentário:

Postar um comentário