15 de nov de 2012

Valente: Após férias coletivas, fábrica de calçados vende parte do maquinário para pagar funcionários

Redação Portal Clériston Silva PCS

Funcionários da fábrica de calçados Via Uno, instalada em Valente, no nordeste baiano, a 61 km de Serrinha, realizaram nesta terça-feira (12) uma manifestação na porta da unidade para cobrar soluções para os atuais problemas enfrentados pelos trabalhadores. A companhia, que ameaça fechar às portas, deu férias coletivas aos 650 funcionários desde o último dia 30 de outubro.

Durante os protestos desta terça, uma comissão formada por funcionários e representantes do sindicato da categoria se reuniram com a direção da Via Uno, que informou aos presentes sobre a venda de 18 máquinas e produtos estocados como necessários para a garantia do pagamento de todo o funcionalismo.

Durante as negociações, os trabalhadores não permitiram a retirada de parte do maquinário do prédio. “Nosso medo é de que eles retirem as máquinas, vendam e a gente fique sem emprego e sem dinheiro. De madrugada, eles retiraram máquinas da empresa, quando tinham afirmado que isso não aconteceria. Eles são homens de duas palavras”, afirmou o sindicalista Ailton Nascimento.

Depois de uma longa negociação, os funcionários permitiram que os equipamentos fossem retirados. No final da manhã, a comissão se reuniu com o prefeito de Valente, Agnaldo Oliveira (PT), e o futuro gestor Ismael Ferreira (PT), onde ficou acordado que será formada uma comissão regional para manter uma negociação com a Via Uno e solicitar apoio do governo do Estado.

Além de Valente, Conceição do Coité e Serrinha, onde a Via Uno mantém plantas fabris, estaria passar pela mesma situação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário