28 de nov de 2012

Professores estaduais prometem nova paralisação para o dia 13

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Após promover uma paralisação ontem e na terça-feira anterior (20), os professores da rede estadual prometem outra paralisação, no dia 13. A decisão foi anunciada ontem pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação (APLB). Nas duas últimas paralisações, a justificativa era de divergências no calendário de 2013. Desta vez, a APLB afirma que a mobilização é fruto de discordâncias nas negociações sobre o reajuste salarial.

Na segunda-feira, os deputados aprovaram reajuste de 14% para professores (7% este mês e 7% em março), conforme negociado durante a greve de 115 dias, que terminou em agosto. O projeto exclui aposentados e pensionistas. “Exigimos que a nova lei contemple os aposentados, pensionistas e professores primários [do Ensino Fundamental]”. Como a gestão do Ensino Fundamental, da 1ª à 9ª série, é compartilhada entre estado e municípios, parte dos professores teme ficar de fora do processo.

A Secretaria de Educação (SEC) informou que todos os professores licenciados e contratados da rede estadual que tenham sido deslocados para a municipal também terão direito à promoção. Sobre os aposentados e pensionistas, o órgão esclareceu que a lei aprovada não se trata de um plano de reajuste, mas de um plano de carreira e que, por isso, é voltada apenas para professores em exercício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário