30 de nov de 2012

Saúde: Grupo com farda da PM faz gerente refém e assalta banco

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Um grupo de seis homens armados e com fardas da Polícia Militar assaltou o Banco do Brasil da cidade de Saúde, a 196 km de Serrinha, na madrugada desta sexta-feira (30). De acordo com informações da polícia, o grupo chegou ao município em um carro prata, modelo Hilux, de placa JPV 9095, e foi até a casa do gerente da agência bancária, que foi retirado da residência por volta da 1h da madrugada.

No caminho para o banco, localizado no centro da cidade, os bandidos foram vistos por duas pessoas em um bar. Os dois clientes e a proprietária do estabelecimento também foram capturados pelo grupo e mantidos reféns junto com o gerente Cristiano Cardoso dos Santos. Antes de chegarem ao banco, os assaltantes passaram no Batalhão da Polícia Militar da cidade, onde estavam dois soldados, e colocaram cadeados no portão de acesso ao local, impedindo que os PMs conseguissem sair caso fossem acionados por testemunhas.

Durante a ação, que durou cerca de três horas, o grupo utilizou maçaricos para arrombar os três caixas eletrônicos da agência - com cerca de R$ 10 mil em cada um deles - e retiraram todo o dinheiro do cofre, aberto pelo gerente. O valor total roubado pelo grupo não foi informado pelo banco, de acordo com o escrivão da delegacia de Saúde, Gérson Duarte.

Após o roubo, os quatro reféns foram levados pelo grupo até uma estrada que dá acesso ao contorno para a cidade de Caldeirão Grande, a cerca de 3km do centro de Saúde, sem ferimentos. Eles retornaram à cidade caminhando e acionaram os policiais militares, que perceberam, naquele momento, que haviam sido trancados com cadeados.

O grupo conseguiu fugir e está sendo procurado por policiais militares e civis sob a coordenação da delegada Ana Angélica Oliveira de Azevedo, que registrou a ocorrência e está responsável pelas investigações.

Assaltos no estado - Na Bahia, foram contabilizados ao menos 152 casos de ataques criminosos contra agências bancárias e caixas eletrônicos entre os meses de janeiro e novembro deste ano, segundo dados divulgados pelo Sindicato dos Bancários do estado na quinta-feira (29).

Entre as ocorrências estão explosões em caixas eletrônicos (34); assaltos (49) e arrombamentos (48). Somente no mês de novembro, foram contabilizados 20 crimes contra instituições financeiras fora de Salvador. Na capital baiana, foram registrados 29 casos até agora em 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário