22 de out de 2013

Homem mata esposa e fere cunhada a golpes de fação em Santaluz

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Uma discussão sobre o fim do relacionamento pode ser a motivação de um crime que acabou com a dona de casa Maria José Lucena da Silva, 42 anos, morta a golpes de facão e a irmã Ivaneide Lucena da Silva, 46, internada. O crime aconteceu por volta das 23 horas desta segunda-feira (21), no bairro São Jorge em Santaluz, a 74 km de Serrinha.

José Amário de Jesus Cerqueira, 34 anos, conhecido como Mauro, marido de Maria José Lucena da Silva, é acusado por ambos os crimes e está foragido.

De acordo com o delegado Renato Miranda, titular da Delegacia Territorial (DT) de Santaluz, o acusado fugiu em direção à zona rural da cidade, logo após desferir golpes de facão nas vítimas. "Renato Miranda foi visto correndo do local do crime em direção as fazendas", diz.

Ainda de acordo com o titular, equipes do 4º Pelotão da Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Civil Municipal estão à procura do suspeito.

Acusado não aceitava separação - A mãe das vítimas, Maria Nely Lucena, informou que a filha Maria José planejava oficializar a separação com José Amário, mas o marido não aceitava. Ivaneide veio de Juazeiro morar com casal para ajudar na mudança da irmã, que pretendia ir viver na cidade do norte da Bahia.

O Superintendente da Guarda Civil Municipal Ricardo Brasil informa que o crime aconteceu dentro da residência da vítima, na presença dos dois filhos do casal, que são menores de idade. Eles estão aos cuidados do padre Téo, na casa paroquial da cidade.

A vítima recebeu cerca de quatro golpes de facão no antebraço, pescoço e rosto. Em seguida, o agressor golpeou Ivaneide, que foi atingida na cabeça e no abdômen.

Apesar de Maria José ainda tentar buscar ajuda, ela caiu sem vida em frente a uma casa vizinha. A vítima chegou a ser conduzida para o Hospital Municipal, mas já estava morta. Já a irmã Ivaneide Lucena foi encaminhada, em estado grave para o Hospital Municipal e transferida para o Hospital Geral da Bahia (HGE), em Salvador, onde passou por sutura e continua internada.

O delegado esclarece que caso José Amário de Jesus não se apresente em 48 horas será decretada a prisão preventiva do acusado.

José Amário de Jesus, acusado do crime, está foragido

Foto: site Noticias de Santaluz

2 comentários: