18 de jul de 2016

Vice-prefeito e secretário de Santo Amaro são afastados por 180 dias

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Vice-prefeito Leonardo Araújo Pacheco Pereira
O vice-prefeito de Santo Amaro, Leonardo Araújo Pacheco Pereira, e o secretário de Administração, Desenvolvimento, Obras e Serviços da cidade, Luís Eduardo Pacheco Alves, presos na quinta-feira (14), foram afastados dos cargos por 180 dias.

Em nota, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) informou que a decisão foi da juíza Elke Figueiredo Schuster Gordilho, que acatou os pedidos apresentados em ação civil pública ajuizada pelos promotores de Justiça João Paulo Schoucair e Aroldo Almeida Pereira, na sexta-feira (15). A Justiça também pediu a indisponibilidade dos bens de todos os envolvidos no esquema.

O vice-prefeito e o secretário continuam presos, conforme informações do Ministério Público nesta segunda-feira (18). Eles foram detidos durante a "Operação Adsumus", realizada pelo MP, por envolvimento em um esquema irregular de contratação de obras, locação de maquinário e realização de serviços públicos. Conforme o Ministério Público, a fraude pode ter causado prejuízo de R$ 24 milhões aos cofres públicos.

Ainda segundo o MP-BA, o vice-prefeito e o secretário cometeram fraudes em licitações com a participação de dois empresários e cinco empresas e construtoras entre 2011 e 2015.

Por meio da assessoria de imprensa, o prefeito de Santo Amaro, Ricardo Jasson Magalhães do Carmo, informou que "acredita na inocência dos envolvidos no caso e que tudo será esclarecido no mais curto espaço de tempo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário