28 de jul de 2016

Polícia desmonta quadrilha que aplicava golpes contra o INSS em Tucano e Euclides da Cunha

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Cinco homens e duas mulheres, integrantes de duas quadrilhas de estelionatários, foram presos nesta semana por investigadores da 25ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Euclides da Cunha, e da Delegacia Territorial (DT), em Tucano, tentando aplicar golpes no Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), nestas duas cidades.






Naturais de Uberlândia, em Minas Gerais, Pamella Thaís da Silva Fortes, Liliane da Silva Muraro e Welton Francisco da Rocha foram presos nesta quarta-feira (27), quando deixavam uma agência bancária, no centro de Tucano, onde tentaram receber a quantia de R$ 75 mil referentes ao auxílio reclusão em nome de um preso que não consta no sistema da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP).

Avisado pela polícia sobre o golpe, o gerente da agência pediu para que o trio retornasse ao posto do INSS, pois havia ocorrido um problema no pedido do auxílio reclusão feito por Pamella, que usou documentos em nome de Loraine Medeiros. Assim que saíram do banco, eles receberam voz de prisão dos policiais que já os aguardavam do lado de fora.

O coordenador da 25ª Coorpin/Euclides da Cunha, delegado Miguel Santos Filho, informou que a polícia conseguiu chegar até o trio de estelionatários depois de receber um telefonema informando o dia e a hora em que eles iriam tentar receber o dinheiro.

Aposentadoria - No início desta semana, os investigadores da 25ª Coorpin já haviam flagrado quatro integrantes de outra quadrilha de estelionatários, tentando dar entrada em pedidos de aposentadorias, usando documentos falsos, em agências do INSS, em Tucano e Euclides da Cunha.

Uilson Ribeiro dos Santos foi preso na terça-feira (26), em Euclides da Cunha, portando RG, Certidão de Nascimento e comprovante de endereço falsos. O gerente do posto do INSS desconfiou da autenticidade dos documentos e acionou a 25ª/Coorpin, que prendeu o estelionatário.

Na segunda-feira (25), em outro posto do INSS, desta vez em Tucano, Manoel Ribeiro foi flagrado com documentos falsos tentando ingressar com pedido de aposentadoria. Ele estava acompanhado de Edmilson Pereira Lopes e Edvan Miranda dos Santos, que também foram presos.

Também desconfiado da legitimidade dos documentos, o gerente entrou em contato com a DT/Tucano, que enviou uma equipe até o posto e comprovou tratar-se de falsificações. O delegado Miguel Santos Filho vai apurar se as duas quadrilhas agiram em outras cidades da região e se existem mais pessoas envolvidas nos golpes.

Pamella, Liliane, Welton, Uilson, Edmilson, Edvan e Manoel foram autuados em flagrante por formação de quadrilha, uso de documento falso, falsidade ideológica e estelionato. Todos eles encontram-se na carceragem da 25ª Coorpin, à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário