21 de jul de 2016

Investigação cogita que amante encomendou morte de divulgador da Telexfree

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Mais uma reviravolta no caso da morte do divulgador da Telexfree Dorian da Silva Santos. Segundo a Polícia Civil de Feira de Santana, a morte do empresário pode ter sido encomendada por uma mulher, com quem o divulgador mantinha relacionamento extraconjugal. “Dorian da Telexfree”, como era conhecido, foi encontrado morto na noite desta terça-feira (19), no distrito de Humildes, em Feira de Santana.

Ao site Acorda Cidade, o delegado Gustavo Coutinho, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que Dorian mantinha um relacionamento antigo com uma mulher identificada como Daiane. Ainda segundo a investigação, a jovem teria combinado com outro homem, com quem também teve relacionamento, de simularem um roubo.

A decisão de matar o empresário teria partido da desconfiança de que Dorian relatasse o esquema à polícia. Até o momento, a polícia trabalha com a hipótese de crime premeditado, mas a real motivação ainda está em processo de investigação. Suspeita de latrocínio (roubo seguido de morte) e de homicídio ainda não foram descartadas.

Nesta quarta-feira (20), três suspeitos de matar o empresário foram presos pela Polícia Militar. Davi Rios de Oliveira, de 21 anos, Joanderson Menezes Lima, 24, e Fernando Brito Cândido, 21, teriam roubado também o veículo Toyota/SW4 pertencente à vítima.

Um comentário:

  1. E isto que dar envolvimento com gente ruim minha sempre falou quem misturas com porcos falero comi...

    ResponderExcluir