29 de jul de 2016

Festa de Morro do Chapéu é cancelada após morte de adolescente

Redação Portal Cleriston Silva PCS

A festa em comemoração aos 107 anos do município de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, foi cancelada pela prefeitura. A suspensão da festividade aconteceu depois que o estudante Felipe Magalhães Gama, 16 anos, morreu durante um assalto na cidade, na noite de quinta-feira (28). Dois adolescentes foram apreendidos e um homem espancado até a morte suspeitos de envolvimento no crime.

O cancelamento da festa foi anunciado em um decreto publicado no Diário Oficial do Município, nesta sexta-feira (29). No documento, o prefeito Cleová Barreto informa que a comemoração foi suspensa por "falta de apoio pelas Esferas Superiores quanto à segurança pública municipal, fato público e notório não somente em Morro do Chapéu, mas em todo o Território Nacional", diz.

O prefeito diz também que "fica suspensa toda e qualquer manifestação festiva nas vias e logradouros públicos desta cidade até o dia 10 de agosto de 2016". O CORREIO não conseguiu contato com a prefeitura de Morro do Chapéu para saber se a festa ainda será realizada.

Em relação às críticas feitas à segurança pública, a assessoria da Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a entrega de uma viatura nova da Polícia Militar, marcada para o final de agosto, foi antecipada para o início do mês. A assessoria afirmou também que parte dos 639 policiais civis convocados pelo estado, e que estão em processo de nomeação, serão destinados para a delegacia do município.

Adolescentes e linchamento - Felipe voltava da escola, por volta das 18h, quando foi abordado por José Milton Carlos Semeão, o Filó, 24, e dois adolescentes de 16 anos. O trio anunciou o assalto e, durante o crime, atiraram no olho do estudante. O objetivo era roubar o celular do rapaz. A vítima foi socorrida para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo a assessoria da Polícia Civil, cerca de 30 minutos depois do crime, os três suspeitos foram presos por policiais militares. Eles foram levados para a delegacia da cidade e quando prestavam depoimento foram surpreendidos por uma multidão que invadiu a unidade. Os três foram arrastados para o lado de fora da delegacia e espancados.

Ainda segundo a assessoria, foi José Milton quem atirou na vítima. Ele morreu depois de receber socos, pedradas e pauladas por todo o corpo. Os adolescentes também foram agredidos, mas, de acordo com a polícia, sem gravidade. Eles estão custodiados na 14ª Coordenadoria Regional de Polícia (Coopin/ Irecê).

A assessoria não soube dizer se a delegacia sofreu alguns danos e disse que antes do linchamento, a delegada e alguns policiais militares tentaram dispersas a multidão. A assessoria também não sabe se José Milton tinha passagens por outros crimes, nem o histórico dos adolescentes apreendidos.

Felipe Gama havia se mudado para Morro do Chapéu no início do ano para viver com o pai, o empresário Nilton Gama. Antes, o estudante morava com a mãe, em salvador. O corpo dele será sepultado na manhã deste sábado (30), no Cemitério Bosque da Paz, na capital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário