12 de mai de 2014

Dois meses depois, famílias aguardam a reconstrução das casas destruídas por trator em Teofilândia

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Dona Ilda aponta para o local onde morava

As quatro famílias que tiveram as casas destruídas por um trator esteira no povoado do Mirante, em Teofilândia, ainda aguardam a reconstrução dos imóveis depois de mais de dois meses do acidente. Cansados de esperar e sem nenhuma explicação clara da Prefeitura Municipal  e do CONSISAL (Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Território do Sisal),  instituições responsabilizadas pelo acidente, eles decidiram procurar o Portal Clériston Silva – PCS – para pedir socorro.

“Nós estamos chamando por Deus pra não cair na depressão, porque perdemos tudo, tudo mesmo. Ficamos sem nada. Meus filhos ficaram traumatizados. Inclusive a minha menina ficou ‘meio tola’ por causa do que aconteceu. A moto do meu esposo também foi destruída e nós não temos nenhuma informação. O prefeito veio aqui, prometeu que ia resolver logo, mas até agora nada. Estou firme em Deus e buscando forças pra correr atrás do meu patrimônio que foi destruído”, desabafou a dona de casa Elisângela, proprietária de um dos imóveis destruídos.

Elisângela conversa com o PCS e diz que perdeu a dignidade

Casada e mãe de três filhos, ela chora ao dizer que perdeu além dos bens materiais, a dignidade. “Eu lutei quase 20 anos pra construir minha casinha e agora me vejo nessa situação, me servindo com a cama e com o colchão do vizinho. Nós estamos ‘Sem eira nem beira”, lamentou.

A dona de casa disse ainda que o seu companheiro, que trabalhava em São Paulo (SP), está desempregado, porque não conseguiu retornar para a capital Paulista depois do acidente. “Ele tinha emprego certo lá, e agora vive de ‘bico’. Eu peço ao prefeito e ao pessoal do CONSISAL que tenha piedade e venha construir nossas casas”, pediu.

Segundo os moradores, a prefeitura divulgou através da internet (facebook) que o material para reconstrução das casas já teria sido adquirido, mas o Portal Clériston Silva – PCS – constatou que não há nenhum um tijolo no local. “Eles colocaram na internet que a prefeitura já tinha comprado 14 mil blocos, mas não chegou nada aqui”, disse.

Moradores aguardam reconstrução das casas destruídas

Ainda segundo os moradores, eles estão desde o mês de março morando em casas alugadas pela prefeitura. No entanto, eles já discutem a possibilidade de invadir um colégio da comunidade porque os aluguéis não estão sendo pagos. “A dona da casa que eu estou morando já disse que não vai renovar o contrato”, disse Elisângela.

Relembre o caso - Um acidente na tarde desta sexta-feira (8) deixou moradores do povoado do Mirante, em Teofilândia, assustados. Um trator esteira desgovernado desceu uma rua e derrubou quatro casas. 

Segundo moradores da comunidade que conversaram com a equipe de reportagem do Portal Clériston Silva – PCS - o operador da retroescavadeira, identificado por eles como Fábio, estava embriagado.

A máquina pertence ao CONSISAL (Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Território do Sisal) e foi solicitada pela prefeitura de Teofilândia para a execução de obras de conservação e manutenção das estradas vicinais da região e aguadas.

O acidente aconteceu por volta das 15h. A informação que o operador da máquina estava sob efeito de bebida alcoólica foi confirmada pela proprietária de um bar que o atendeu. “Disseram que o óleo da máquina tinha acabado e ele ficou aqui esperando um pessoal para reabastecer. Desde cedo que ele estava bebendo”, disse a mulher.

Casas foram destruídas no dia 7 de março deste ano

A máquina pertence ao CONSISAL (Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Território do Sisal) e foi solicitada pela prefeitura de Teofilândia para a execução de obras de conservação e manutenção das estradas vicinais da região e aguadas.

O acidente aconteceu por volta das 15h. A informação que o operador da máquina estava sob efeito de bebida alcoólica foi confirmada pela proprietária de um bar que o atendeu. “Disseram que o óleo da máquina tinha acabado e ele ficou aqui esperando um pessoal para reabastecer. Desde cedo que ele estava bebendo”, disse a mulher. Segundo Antônio José,proprietário de uma das casas atingidas, ao ligar o trator, o operador desequilibrou-se e caiu. Embora tenha tentado retomar o controle e frear a máquina, ele não conseguiu e o trator desceu desgovernado atingindo as residências.

Moradores que estavam dentro das casas se assustaram com o forte barulho e correram. Ninguém ficou ferido.

Em estado de choque, alguns moradores foram levados para o hospital do município. “Foram anos de muito trabalho. E agora, vou fazer o que? O sonho de uma vida toda tá no chão”, disse Antônio José, enquanto revirava os escombros da casa na tentativa de recuperar dinheiro e pertences. Duas motos ficaram soterradas.

O operador da máquina foi preso e conduzido para a Delegacia Territorial (DT) de Teofilândia. A área das casas atingidas foi isolada para realização de perícia.

Veja o vídeo gravando no local dois meses depois do acidente.


Um comentário:

  1. O MINISTÉRIO PUBLICO JÁ DEVIA ESTA SABENDO DISSO E ESSE PREFEITINHO DE MEIA TINJEMA PODIA INDENIZAR OS MORADORES , OU OS MORADORES FAZER UMA MANIFESTAÇÃO , ENFRENTE A PREFEITURA

    ESSE PREFEITO ELE E BEM ESPERTO !!!

    ACORDA POVO DO MIRANTE !!!!

    ResponderExcluir