31 de mai de 2014

Argentina não libera corpo de jovem serrinhense para ser enterrado no Brasil

Redação Portal Clériston Silva PCS

Serrinhense morreu em acidente de carro na Argentina
As autoridades argentinas decidiram que não vão liberar o corpo do serrinhense Marcílio Rocha, de 24 anos, que morreu no país em um acidente de carro, na última quinta-feira (29).

Mayana Rocha, tia da vítima, afirmou que as autoridades argentinas alegam que, como o jovem não era turista, mas sim residente no país, a família não teria direito de trazer o corpo para o Brasil.

“Nos informaram que a Justiça argentina determinou que ele ia ser enterrado hoje [sábado], por volta das 9h, e que a gente não tinha o direito de trazer ele para cá [Serrinha], pelo fato dele já não ser mais turista e sim um residente", diz.

De acordo com Mayana, o fato da namorada do jovem estar grávida dele também contou para que a Justiça tomasse a decisão de não liberar o corpo. "Além do trabalho, tem o laço familiar com essa menina, por conta de uma gestação de um mês, e aí eles [a Justiça] referem que a gente não pode trazer, mas eu acho isso um absurdo, porque a gente está sentindo. Queremos pelo menos a oportunidade de nos despedir e aliviar um pouco a cabeça da gente”, desabafa Mayana.

O jovem, natural da cidade de Serrinha, estava morando em Buenos Aires há menos de três meses, com a namorada argentina e outro amigo, Weslei Farias, também baiano, mas da cidade de Queimadas.

Weslei Farias está internado em estado grave
De acordo com o que foi informado aos familiares, estavam no carro na hora do acidente os dois baianos e o cunhado de Marcílio, mas apenas Weslei sobreviveu e está internado em estado grave.

A reportagem ligou para o consulado da Argentina, em Salvador e para o Itamaraty, mas não obteve respostas.

O acidente - Segundo as informações colhidas pelo Portal Clériston Silva – PCS – a vítima, e outras duas pessoas, seguiam pela estrada que liga Buenos Aires à cidade de Mar del Plata em um Citroen C4 quando na altura do km 44 o veículo colidiu contra uma guarita e, em seguida, capotou. As causas do acidente ainda não foram totalmente esclarecidas, mas segundo informações apuradas pelo PCS, um animal que teria atravessado a pista provocou o acidente.

Marcílio e outro jovem argentino, identificado como Pablo Nicolás Marin, de 25 anos, morreram no local. Wesley Farias, de 23 anos, natural da cidade de Queimadas, a 120 quilômetros de Serrinha, ficou com ferimentos graves e foi encaminhado para um hospital em Mar del Plata.

Alessandra Vasconcelos, prima de Wesley, informou ao PCS que o queimadense teve politraumatismo craniano. "Ele já passou por uma cirurgia no fígado e outra no colo. Um cateter também foi colocado na cabeça dele para controlar a pressão. Meu primo tem estado de saúde muito grave", explica. Alessandra contou, ainda, que Wesley estava a passeio na Argentina para comemorar o aniversário no dia 25 de maio. "Ele estava muito feliz com os amigos. Planejou tanto a viagem com o colega do trabalho".

Veículo onde estava o serrinhense bateu em uma guarita

Nenhum comentário:

Postar um comentário