15 de nov de 2016

DPT identifica circulação de quase 30 drogas no estado

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O Departamento de Polícia Técnico (DPT) apreendeu quase 30 “novas” drogas nos últimos três anos. Segundo informações do jornal Correio, essas drogas que começaram a ser identificadas recentemente são todas sintéticas, circulando em diferentes formatos: comprimidos coloridos, cristais, microsselos, pó. “É onde acontecem essas festas raves, que reúnem pessoas do mundo todo e que trazem na bagagem essas drogas. Elas são mais comuns na Europa, não são fabricadas aqui no Brasil”, afirma a perita criminal Marisa Fontainha de Souza.

De acordo com o diretor do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), Jorge Figueiredo, quatro produtores de festas nas quais são utilizadas comumentes esses tipos de drogas foram presos e 740 comprimidos foram apreendidos. A maioria das drogas sintéticas na Bahia pelos estados de São Paulo e Espírito Santo. “Usamos cães farejadores que possuem treinamento específico para droga sintética e atuamos em áreas por onde essa droga entra no estado, como é o caso de aeroportos, estradas, ferryboat e pelos correios”, relata Figueiredo.

Quando as drogas não frequentes começaram a aparecer, o DPT ainda não tinha metodologia adequada para a identificação. Em 2011, o laboratório passou a ter três cromatógrafos, que passaram a permitir a identificação das substâncias. Entre os entorpecentes identificados estão o fetanil, que é 50 vezes mais potente que a heroína; 25H-NBOMe (que há dois anos matou um estudante da Universidade de São Paulo), NBOMe, U-47700.

Nenhum comentário:

Postar um comentário