29 de nov de 2016

Jogador baiano e ex-atletas da dupla Ba-Vi estão entre as vítimas de acidente

Redação Portal Cleriston Silva PCS



A tragédia envolvendo o time do Chapecoense choca também os torcedores e clubes baianos, já que algumas das vítimas já defenderam as cores do Vitória e do Bahia. Além disso, o nome do baiano Sérgio Manoel também aparece na lista com as 81 pessoas que estavam no avião que caiu na Colômbia.

Não há confirmação oficial da morte dele, mas o nome do volante não aparece entre os cinco sobreviventes do acidente aéreo. Sérgio Manoel, que nasceu no município Xique Xique, nunca atuou nos times baianos. Ele começou como profissional no clube Nacional, de São Paulo, em 2009.

Outros jogadores e profissionais da área de futebol, que estão entre as vítimas, tiveram forte relação com a Bahia. Entre eles, o meia Arthur Maia, jogador do Vitória, que estava emprestado ao Chapecoense nesta temporada. Ele tinha contrato com o time rubro-negro até o ano que vem.

O meia Cléber Santana, que também morreu no acidente, jogou no Vitória entre 2001 e 2004. Ele era um dos principais jogadores do elenco do "Verdão do Oeste".

O acidente também vitimou o ídolo do clube baiano na década de 70, o ex-jogador, ex-treinador e comentarista do canal de TV Foz Sports, Mário Sérgio, 66 anos. Ele também defendeu a Seleção Brasileira.

Outro nome da lista de 76 mortos no acidente aéreo também é conhecido da torcida rubro-negra. O técnico Caio Júnior, que comandava a Chapecoense, também treinou o Leão em 2013, conquistando o Campeonato Baiano, seu primeiro título no futebol brasileiro como técnico.

Antes do Vitória, Caio Júnior foi técnico do Bahia. Da equipe técnica, o Bahia também perde um velho conhecido: o preparador físico Anderson Paixão, que atualmente estava na Chapecoense, mas trabalhou com o elenco tricolor em 2009. Ele seguia os passos do pai, o preparador físico pentacampeão mundial Paulo Paixão e também teve passagem pela Seleção Brasileira.

O time tricolor também teve vínculo com o atacante Ananias, que foi formado na categoria de base do Bahia. Ananias atuou entre 2007 e 2011 no clube baiano e tinha forte relação com os torcedores tricolores.

O zagueiro William Thiego, que atualmente defendia o Chapecoense, também passou pelo Bahia entre 2010 e 2011.

Luto - Diante da tragédia, o Bahia e Vitória usaram as redes sociais para lamentar o acidente. Assim como outros clubes brasileiros, a dupla Ba-Vi postou o símbolo da Chapecoense no Twitter e usaram a hashtag #ForçaChape. (A Tarde)

Bombeiros observam os destroços do avião que caiu na madrugada

Bombeiros resgatam uma das vítimas de acidente

Resgate das vítimas começou ainda durante a madrugada

Destroços do avião que caiu na cidade de Medellín

Neto chegou ao hospital após resgate na madrugada

Avião ficou destruído por conta do impacto

Um comentário:

  1. Lamentável uma tragédia dessa com uma turma que sonhava com um título no futebol.

    ResponderExcluir