29 de ago de 2011

Senhor do Bonfim: sessenta pessoas são presas durante festa com álcool, sexo e drogas

Mais de sessenta pessoas, entre elas 41 adolescentes e crianças, com idades entre 12 e 17 anos, foram parar na delegacia, no sábado (27), porque estavam em uma casa alugada exclusivamente para a realização de uma festa batizada de “Erotiko’s Fest”, que seria regada a bebidas alcoólicas e drogas, na região central da cidade de Senhor do Bonfim, a 241 quilômetros de Serrinha.

No imóvel, que tem vários cômodos e piscina no terraço, investigadores da 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), em Senhor do Bonfim, coordenados pelo delegado, Felipe Néri, em cumprimento de mandado representado pelo Ministério Público (MP), encontraram duas trouxas de cocaína.

Entre os presos estão Victor Alves Marques, 18 anos, um dos organizadores da festa, acusado de tráfico de drogas e de descumprir o artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por vender ou fornecer produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica em crianças e adolescentes.

A Polícia Civil realizará diligências para localizar João Marcos e Lucas Aleixo, ambos de 18 anos, apontados pelas pessoas que estavam na casa como os outros organizadores da “Erotiko’s Fest”. Também estão presos na 19ª Coorpin, Rodrigo Emanuele Oliveira de Carvalho Silva, acusado de tráfico de drogas, e Luís dos Santos Calvalcante, que responderá pelo descumprimento do artigo 243 do ECA. Todos permanecerão presos à disposição da Justiça.

As outras pessoas conduzidas para a 19ª Coorpin deixaram a delegacia mediante o pagamento de fiança e responderão em liberdade pelo descumprimento do artigo 243.

Nos dias que antecederam a “Erotiko’s Fest”, os organizadores aliciavam as crianças e adolescentes para participarem da orgia usando um folder postado na rede social Orkut, dizendo que mulheres deveriam, de forma obrigatória, ir de biquíni para terem entrada gratuita assegurada no local da “Erotiko’s Fest”. Já os homens, pagariam a quantia de R$ 15,00 antecipadamente ou R$ 20,00 no dia da festa.

De posse desta informação e com mandado de busca e apreensão expedido pelo juiz da Comarca de Senhor do Bonfim, Tardelli Boaventura, o MP acionou a Polícia Civil para impedir a realização da festa. As crianças e adolescentes foram liberados mediante termo de compromisso assinados pelos pais. Participaram da operação 12 agentes e delegados das cidades de Pindobaçu, Itiúba, Jaguarari e Senhor do Bonfim.

Veja imagens do material apreendido


Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um comentário: