14 de jul de 2011

Polícia apreende 380 quilos de maconha em plantação de melancia em Irecê

Investigadores da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Irecê, apreenderam na noite desta quarta-feira (13), naquela região, 380 quilos de maconha, que estavam em mais de 10 sacos, escondidos embaixo de uma plantação de melancia, num buraco especialmente construído para acondicioná-los.

Duas pessoas, Antônio de Jesus de Souza, proprietário da roça, e Luizito Luiz de Moura, que ensacou toda a droga, foram presos em flagrante. Com eles, os policiais encontraram dois revólveres calibre 38, uma pistola ponto 40 e dois carros roubados, um Corsa e um Fiat Strada. A dupla está custodiada à disposição da Justiça.

A delegada Maria Clécia Vasconcelos, coordenadora da 14ª Coorpin, revelou que a maconha apreendida tinha o aspecto de ter sido colhida recentemente e que a plantação de melancia, encontrada no local, seria uma forma de despistar que a propriedade rural, cuja extensão abrange os municípios São Gabriel e João Dourado, é utilizada na verdade para o cultivo de maconha.

Os policiais chegaram até o local depois de prenderem, na tarde do mesmo dia, em cumprimento a um mandado de prisão, Walter Correia Gonzaga, conhecido como “Macula”, apontado como um dos maiores distribuidores de maconha da região. “Macula” estava em sua residência, à rua Antunes Marques, 76, em Irecê, quando foi surpreendido pelos policiais.

Considerada de alto padrão, na casa encontrava-se estacionada uma caminhonete F-2000. O traficante é acusado de financiar outras plantações de maconha na região.

Buscas - Depois de ouvir o criminoso, seu envolvimento com o cultivo da droga e conexões de distribuição, a delegada Maria Clécia reuniu um grupo de 10 policiais civis, incluindo o delegado Ciro Carvalho, e policiais militares para realizar a operação, que acabou tendo outros desdobramentos ao longo da madrugada. Por volta das 2 horas desta quinta-feira (14), o grupo abordou um veículo Focus que trafegava nas imediações da propriedade rural onde a maconha acabara de ser encontrada.

Dentro do carro, que era roubado, estavam Thiago Nunes da Silva, ao volante, e Paulo Pereira Amorim, o “Paulo Magnólia”, assaltante de banco procurado em quatro estados: Bahia, Sergipe, Minas Gerais e São Paulo. Os policias confirmaram que contra Magnólia, que portava um rifle e uma pistola 9 mm, pesa a existência de quatro mandados de prisão por roubos a instituições financeiras. Um em cada estado onde é procurado. Presos em flagrante, eles estão também estão custodiados em Irecê, à disposição da Justiça.

No total cinco pessoas faziam parte da quadrilha

Nenhum comentário:

Postar um comentário