9 de mai de 2019

Concurso da prefeitura de Alagoinhas é cancelado por irregularidades

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O concurso da prefeitura de Alagoinhas, realizado no último dia 14 de abril, foi cancelado conforme confirmado por assessoria, na quarta-feira, (8). Alguns candidatos que fizeram a prova apontaram irregularidades e o caso foi denunciado ao Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA). Uma deliberação do MP-BA, realizada pela promotora de Justiça,Tereza Carvalho, publicada na terça (7), recomenda a suspensão dessa etapa do concurso.

Em nota, a prefeitura de Alagoinhas afirma o cancelamento e assegura que os candidatos são serão prejudicados, mas não informa a nova data da prova. “O município de Alagoinhas, no uso de suas atribuições legais, decidiu cancelar o Concurso Público nº 001/2019 organizado pelo Instituto Nosso Rumo. O jurídico da Prefeitura de Alagoinhas está avaliando as medidas cabíveis relativas ao processo.Todas as posturas adotadas têm como objetivo assegurar que nenhum candidato seja prejudicado.”

A decisão contraria o que a própria prefeitura anunciou na semana passada, quando a Comissão de Servidores Públicos do Município disse que não foi constatada nenhuma irregularidade na aplicação das provas e que não houve fraude ou prejuízo aos candidatos que participaram do concurso.

De acordo com o site Correio, foram denunciadas 17 irregularidades ao MP, como por exemplo o fato dos fiscais não terem recolhido relógios e celulares dos candidatos, que os aparelhos celulares permaneceram ligados durante a prova, o que permitiu que algumas pessoas fotografassem as provas, o que foi comprovado por uma das candidatas, que divulgou a imagem da avaliação.

Uma das denúncias ao MP dizia que foi sugerido a alguns candidatos que fizessem a prova em grupo; houve registros de reclamações ainda em relação ao local de prova e que a mesma prova modelo A foi aplicada de manhã e de tarde, além de duas salas não estarem liberadas e algumas pessoas fizeram a avaliação com uma hora de atraso, o que gerou um tumulto. A Polícia Militar precisou ser acionada.

Esse foi o segundo concurso público anulado por uma cidade baiana em menos de uma semana. Na sexta-feira (3), a prefeitura de Tanque Novo, no Sudoeste do estado, também cancelou um certame por suspeita de fraude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário