2 de nov de 2016

Preço do gás sobe pela segunda vez este ano e fica até R$ 2 mais caro

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O preço do botijão do gás de cozinha de 13 kg vai subir pela segunda vez este ano. Após dois meses do último aumento praticado pelas revendedoras, a Petrobras alterou os contratos de fornecimento de GLP (gás liquefeito de petróleo) com as distribuidoras para reduzir custos de logística, sobretudo com estocagem.

Nas entregas feitas por cabotagem, muitas vezes o GLP é armazenado em tanques da Petrobras. O preço cobrado de quem usa a infraestrutura da companhia era o mesmo aplicado a clientes que não usam. “A partir de agora passa a ser diferenciado, sendo inferior para quem dispõe de infraestrutura própria ou carrega o GLP direto do navio da cabotagem, estimulando as distribuidoras a investirem em armazenamento”, pontuou a companhia em nota à imprensa.

A Petrobras estima ainda que o acréscimo de 0,36% para o distribuidor não deverá passar de R$ 0,70 por botijão de 13 kg. Segundo o diretor do Sindicato dos Revendedores de Gás do Estado da Bahia (Sinrevgas), Edgar Cardoso, na prática, o reajuste de mais 3% - que vem depois de um aumento de 15% em setembro - vai significar entre R$ 1 e R$ 2 a mais no preço pago pelo consumidor final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário