25 de jan de 2016

Campanha da Continental AM e 16º BPM arrecada donativos para desabrigados em Riachão do Jacuípe

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Em solidariedade às vítimas das chuvas na cidade de Riachão do Jacuípe, a Rádio Continental AM iniciou, na sexta-feira (22), uma campanha de coleta de donativos em sua sede, localizada na Praça Luiz Nogueira.

A campanha, que contou com a colaboração do 16º Batalhão de Polícia Militar, igrejas, associações e voluntários, arrecadou mais de uma tonelada de alimentos não perecíveis, água potável, materiais de higiene pessoal e limpeza, fraldas, colchões, roupas, calçados e artigos de cama, mesa e banho, em bom estado.

Os donativos foram transportados em dois caminhões e entregues aos quase três mil desabrigados na manhã desta segunda-feira (25). Segundo Jaqueline Souza, diretora comercial da emissora, o recebimento das doações não será interrompido e as pessoas podem se dirigir à rádio até sexta-feira (29), das 7h às 18h.

A prefeitura de Riachão do Jacuípe também montou um posto de coleta. O local fica no prédio onde funciona o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), na Avenida Leal Martins, no centro da cidade.

A situação no município de Riachão do Jacuípe, atingido desde a madrugada desta sexta-feira (22) por fortes chuvas é de “caos”, segundo a prefeita Tânia Matos. As tempestades fizeram o Rio Jacuípe transbordar, invadir casas e deixar moradores ilhados. De acordo com a gestora, nenhuma pessoa morreu e cerca de 3.000 famílias estão desabrigadas.

Os moradores que tiveram de deixar suas casas estão sendo alojados em ginásios, escolas, igrejas e associações locais. “A gente nunca viu um volume de água desses que chegou tão rápido. Tivemos que fazer uma força-tarefa e mobilizar a população toda. Tivemos que acionar o corpo de Bombeiros para resgatar as pessoas e alimentamos elas. Fizemos café da manhã para doar, almoço e jantar. Acionamos a Defesa Civil, governo do Estado, para ver os danos causados”, relatou em entrevista.

Ainda segundo a prefeita, o nível do Rio Jacuípe já começa a baixar, mas ainda há registro de pontos de alagamento na cidade. “Além do Rio Jacuípe, temos vários riachos que causam transtornos nos bairros, mas o volume de água está baixando”, explicou.

O fornecimento de energia, que havia sido interrompido pela Coelba em toda cidade, foi restabelecido no centro da cidade, enquanto os bairros mais atingidos continuam sem luz. Segundo a prefeita, a população precisa de doações de alimentos, cobertores, colchões e água.

 Ainda de acordo com Tânia Matos, o estado de emergência, já decretado por conta das chuvas que atingiram a cidade há duas semanas, deve continuar. “Nós vamos encaminhar ao governo estadual fotos mostrando a situação da cidade. Precisamos dos recursos para ajudar a cidade a sair desta situação”, afirmou.

Campanha contou com a colaboração do 16º Batalhão de Polícia Militar, igrejas, associações e voluntários

Nenhum comentário:

Postar um comentário