26 de mar de 2019

Famílias aguardam liberação de corpos carbonizados em acidente há mais de 1 mê

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Três famílias aguardam que o Instituto Médico Legal (IML) de Santo Amaro, no recôncavo baiano, libere três corpos que foram carbonizados em um acidente ocorrido há mais de um mês. O caso aconteceu no dia 17 de fevereiro, na BA-515, no trecho de Terra Nova, a cerca de 129 km de Serrinha.

Misael Cardial Carvalho Pereira, Bruno de Jesus Rosa e Jonas Bonfim estavam em um carro que pegou fogo após bater de frente em uma van, que também pegou fogo. Uma idosa que estava no segundo automóvel, e não conseguiu sair, também morreu. Os corpos de todas as vítimas ficaram carbonizados, o que dificultou a identificação deles através das impressões digitais

O corpo da idoso já foi identificado e enterrado. Os familiares de Misael, Bruno e Jonas entregaram amostras de DNA para facilitar a identificação dos corpos, mas os resultados dos exames ainda não saíram.






"A gente sabe que aconteceu o acidente e eles morreram, mas a gente não pode enterrar eles, porque ainda não tem o corpo liberado. Como é que a gente vai ter uma paz? Eu mesmo fico pensando, meu irmão não morreu, porque não existe, todo mundo que morre é enterrado", disse Maria de Fátima Bonfim, irmã de Jonas Bonfim.

Os familiares das vítimas fizeram um protesto, nesta terça-feira (26), na frente do IML de Salvador, onde os exames de DNA são feitos. "A gente não quer nada mais do que uma posição. A gente quer colocar um ponto final nessa história, porque na nossa vida, enquanto a gente existir, eles vão estar sempre vivos dentro de nós. Cada dia que passa é mais doloroso", disse Adriana Cerqueira, irmã de Bruno Rosa.

O IML informou que os corpos não foram liberados porque os resultados dos exames ainda não saíram. O órgão afirmou, ainda, que na identificação genética, as análises das amostras de DNA, às vezes, precisam ser repetidas, até que o resultado apresente um perfil satisfatório e compatível para identificação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário