23 de mar de 2019

Araci: Jovem acusa erro médico em parto que deixou esposa em estado vegetativo

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Jovem diz que esposa de 20 anos entrou em estado vegetativo
Um jovem de 21 anos, morador de Araci, na região sisaleira, diz que a esposa, de 20 anos, entrou em estado vegetativo após problemas no parto realizado pelo hospital do município. A prefeitura local negou nesta quinta-feira (21) responsabilidade nas consequências do ocorrido. Ao G1, Gean Guimarães da Silva afirmou que a esposa, Mirene Santos da Silva, teve o útero retirado durante o parto do filho em julho do ano passado. Gean conta que os exames de pré-natal não detectaram nenhum problema com ela e o bebê e apontaram que a gravidez seria normal.

Após problemas no parto, a jovem foi encaminhada às pressas para o Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana. O jovem afirmou que durante a viagem, a esposa perdeu muito sangue. Ele disse que a mulher piorou e ficou em estado vegetativo no HEC. Em nota, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) disse que não pode falar sobre internações de pacientes por exigências do Conselho Federal de Medicina (CFM) e do Ministério Público do Estado (MP-BA).

O que diz a prefeitura - Já a prefeitura usou o Facebook para se posicionar sobre o caso. Em comunicado, a gestão do Município declarou que o hospital municipal "não realizou o procedimento de retirada do útero da paciente, tendo se limitado a realizar o parto normal". Disse ainda que a "complicação que teria deixado a paciente em estado vegetativo não ocorreu durante o parto, nem no hospital de Araci".

A Prefeitura de Araci ainda diz que "em nenhum momento a família procurou a administração municipal para se queixar da conduta de profissionais ou do atendimento prestado, tendo tal fato surgido no mês de março de 2019, através das redes sociais e de publicações em sites de notícias locais".

Nenhum comentário:

Postar um comentário