3 de abr de 2018

Riachão do Jacuípe: Acusado de matar dono de bar tem prisão decretada e é considerado foragido

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Jorge de Jesus Oliveira já é considerado foragido da Justiça
O homem acusado de matar a tiros o comerciante José Celival Almeida da Silva, de 55 anos, em Riachão do Jacuípe, a 66 km de Serrinha, tem a prisão preventiva decretada pela Justiça. Jorge de Jesus Oliveira, vulgo “Jorginho”, residente no bairro Bela Vista, já é considerado foragido da Justiça. Depois de ser identificado, a polícia descobriu que ele já tem passagem pela delegacia local.

O crime aconteceu na noite de sexta-feira, 30, no Bar Dose Dupla, que fica às margens da BA-120 [ver matéria]. Celival já estava fechando o estabelecimento quando foi surpreendido pelo assassino que chegou em uma moto, fez os disparos à queima-roupa e fugiu. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local do crime.

As imagens de segurança do estabelecimento registraram o crime. De acordo com o delegado plantonista, Tiago Almeida de Andrade, informações apuradas no local apontam que o suspeito esteve no estabelecimento horas antes e se envolveu em uma discussão com o dono do bar.

Conforme informações levantadas pelo Portal Cleriston Silva, a discussão aconteceu após a vítima não permitir o uso de drogas no local. Antes de o bar fechar, o atirador voltou e executou a vítima com, pelo menos, cinco tiros. Em seguida, ele subiu na garupa de uma moto e fugiu. O condutor do veículo ainda não foi identificado.

A investigação do crime está sendo coordenada pelo delegado Danilo Araújo, titular da Delegacia Territorial.

 Comerciante e as funcionárias já estavam fechando o bar quando o suspeito chegou atirando

Nenhum comentário:

Postar um comentário