28 de abr de 2018

Líderes de quadrilha baiana presos em São Paulo ficarão no presídio de Serrinha

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Os dois suspeitos de liderar uma quadrilha com atuações em Salvador, na região metropolitana e interior da Bahia, foram levados para o Presídio de Segurança Máxima de Serrinha. A informação foi divulgada no final da manhã deste sábado, 28, pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). Eles ficarão em regimes diferenciados.

Cléber Santos da Silva, conhecido como 'Keu', e Edson Silva de Santana, o 'Jegue', foram apresentados nesta sexta-feira, 27, depois de serem localizados em um condomínio de luxo, no bairro do Morumbi, em São Paulo. A dupla é apontada pela polícia como responsável pela distribuição de drogas e armas para outros suspeitos que atuavam na Bahia.

Na tentativa de não ser localizado, Kel usava documentos falsos com o nome de Tiago e estava de casamento marcado para o dia 5 de maio. Durante o cumprimento dos mandados de prisão, busca e apreensão, os policiais encontraram no apartamento dele convites e a lista de convidados do evento.

A dupla e mais 11 pessoas foram presas durante a megaoperação Cangalha, realizada pela Polícia Civil da Bahia, que abrangeu as cidades de Salvador, Simões Filho, São Sebastião do Passé, além de São Paulo e Aracaju. Com o grupo, foram apreendidos uma submetralhadora calibre 9mm, uma pistola calibre 9mm, documentos falsos, quatro veículos (BMW, Elantra, HB20 e um Vitara).

Entenda a operação - A megaoperação Cangalha, deflagrada pela Polícia Civil e Superintendência de Inteligência da SSP, desmontou uma quadrilha de tráfico de drogas que agia em Salvador, Região Metropolitana e interior do estado. Líderes da organização criminosa foram capturados em São Paulo, em um bairro de luxo e apresentados, no final da manhã desta sexta-feira (27), na Coordenação de Operações Especiais (COE), no Aeroporto Internacional de Salvador.

Outras 11 pessoas tiveram prisão cumprida na Bahia e Sergipe


Cerca de 100 policiais cumpriram, nos últimos dois dias, mandados de prisão e busca e apreensão nas cidades de baianas de Salvador, Simões Filho e São Sebastião do Passé, além de São Paulo e Aracaju. Na capital paulista foram presos, em um prédio, no bairro do Morumbi, Edson de Santana, o 'Jegue', e Cléber da Silva, o 'Kel'. Os criminosos, que possuíam mandados de prisões, já tinham sido presos duas vezes e fugiram do sistema prisional em 2012.

Jegue e Kel eram os responsáveis pela distribuição de drogas e armas para os comparsas que agiam na Bahia. Em SP a dupla ostentava com veículos de luxo, um deles uma motocicleta da marca BMW. “Há 1 ano estávamos monitorando esta organização criminosa e com êxito conseguimos prender os líderes. Eles mantinham também uma parceria com Fofão, alvo nosso, preso em SP, no ano passado. Ele foi autuado, novamente, dentro do presídio”, explicou a delegada Andrea Ribeiro, integrante do Draco e responsável pela operação.

Contou ainda que Kel estava usando documentos falsos com nome de Tiago e de casamento marcado. "Encontramos no apartamento dele convites do evento, que estava marcado para o dia 5 de maio", informou. Acrescentou que essas ações vão refletir nas diminuições de mortes violentas nas áreas de atuações do grupo.

Outras prisões - Em Aracaju Edmilson Rosas Lima foi flagrado com drogas e documentos falsos, durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão. Na Bahia foram também capturados Marílio dos Santos, o 'Gordo Marílio' (Presídio), Hamilton dos Santos, o 'Miltão', Jeffeson de Almeida dos Santos, o 'Geo', Rondineli de Jesus Silva, o 'Coroinha', Ana Paula Macedo da Silva, a 'Paulinha', Edmar de Santana Silva, o 'Mar', Gênesis Moabe da Glória, o 'Moabe' (Presídio), Leandro da Conceição Santos Fonseca, o 'Gringo' (Presídio), Venício Bacellar Costa, o 'Fofão' (Presídio), e Vinícius Lima Marques. No total foram 13 prisões, somando mandados e flagrantes.

Criminosos foram presos no bairro do Morumbi, em São Paulo

Armas apreendidas com o grupo criminoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário