20 de jun de 2017

Corpos das vítimas do acidente com ônibus que vinha para Euclides da Cunha chegam ao IML

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Dez, dos 11 mortos no acidente com um ônibus da BR-251, chegaram ao Instituto Médico Legal de Montes Claros na tarde desta segunda-feira (19). Os corpos são de uma criança, quatro mulheres e cinco homens. A décima primeira vítima morreu no hospital de Salinas e ainda não teve o corpo liberado. Ao menos 19 ficaram feridas.

As vítimas foram identificadas como Airton Santana de Oliveira, Érica Dantas de Oliveira, Davi Morais da Silva, Jessica Silva, Wilson dos Santos, Ana Letícia, Maria Neuza Silva, Francielle Macêdo da Silva, José Manoel da Conceição Souza, Adriele Silva e Raimundo Lourenço de Macêdo.

O acidente foi na madrugada desta segunda-feira, perto de Salinas, no Norte de Minas. Segundo o Samu, o ônibus saiu da pista e capotou. A Polícia Rodoviária Federal suspeita de excesso de velocidade, mas a informação não pode ser confirmada porque o tacógrafo encontrado no veículo está vencido.

Segundo a secretaria de Desenvolvimento Social de Salinas, os feridos encaminhados ao hospital do município já estão sendo atendidos. De acordo com a assessoria do hospital, uma mulher de 50 anos e uma criança foram transferidas para um hospital de Montes Claros, ambas em estado grave; a mulher respira com ajuda de aparelhos. Três pessoas estão no hospital de Salinas, estáveis; as demais vítimas estão acolhidas no abrigo municipal.

O ônibus saiu com passageiros do Bairro Jardim Capela em Santo Amaro, região metropolitana de São Paulo, para Euclides de Cunha, na Bahia. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o veículo não é de linha regular. Ainda segundo a PRF, o motorista fugiu do local, mas, no documento, consta o nome de uma pessoa física, apesar de estar plotado com a inscrição MJ Turismo.

Em nota, a Agência Nacional de Transportes Terrestres informou que o veículo está apreendido em Salinas, em um pátio da Polícia Civil, e afirma ainda que será feito um auto de infração, pela ANTT, pelo código 401 – Executar serviços de transporte rodoviário interestadual ou internacional de passageiros, sem prévia autorização ou permissão.

"Com relação a empresa MJ Turismo, desde fevereiro de 2015 a ANTT declarou a empresa inidônea de realizar transporte de passageiros pelo período de três anos", diz a nota.

Corpos das vítimas do acidente na BR-251 chegam ao IML de Montes Claros

Nenhum comentário:

Postar um comentário