18 de set de 2014

Dupla armada faz arrastão durante velório em Conceição do Jacuípe

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Dois homens chegaram de surpresa ao velório de Claudina de Jesus, 90 anos, na madrugada desta quinta-feira (18). Mas ao invés de prestar homenagens à mulher, que tinha o corpo guardado dentro de sua casa, a dupla assaltou e levou medo aos familiares e amigos que estavam presentes na cerimônia realizada em Conceição do Jacuípe, a cerca de 96 quilômetros de Serrinha.

De acordo com a Polícia Militar da cidade, o crime aconteceu por volta de 1h e nenhum dos dois envolvidos foi preso pelo crime. Segundo uma das netas de Claudina, o crime assustou os cerca de 40 presentes na cerimônia: "A gente nunca viu uma coisa dessa na nossa cidade não. Nunca imaginamos que isso poderia acontecer em uma cidade tão pacata, mas agora estamos com medo de que possa acontecer de novo", diz Carine Geovane Costa Rosa, 36 anos.

Segundo ela, os criminosos primeiro abordaram o seu tio, que estava na esquina da rua Norberto Felix, onde acontecia a cerimônia. Em seguida, eles renderam um grupo de pessoas que estava do lado de fora da casa, ao redor de uma fogueira. Todos foram colocados contra uma parede e tiveram celulares, relógios e dinheiro roubados.

A casa onde aconteceu o crime é também onde Carine mora com seu filho e sua mãe. Depois da dupla armada assaltar as pessoas que estavam do lado de fora, eles entraram no imóvel e ameaçaram os outros presentes: "Minha mãe ainda tentou correr, mas eles gritaram dizendo que iam atirar", relata a neta de Claudina.

Quem mais sofreu agressões durante a ação foi uma das tias de Carine, que estava dormindo dentro de um carro do lado de fora da residência. "Eles arrancaram ela de lá e empurraram pra dentro de casa pedindo a chave do carro, mas no final acabaram pegando uma bicicleta e jogaram no para-brisa. Ficou todo estilhaçado", comenta.

Depois do roubo, com todos os celulares roubados, as vítimas ainda tiveram dificuldades de entrar em contato com a Polícia Militar, que chegou ao local cerca de 30 minutos depois que a dupla fugiu: "Assim que eles foram embora a gente ficou assustado. Todo mundo entrou em casa e trancamos a casa por uns dez minutos", comenta Carine.

O enterro de Claudina aconteceu na manhã desta quinta-feira (18), em um cemitério da cidade. A Polícia Militar fez buscas no local já durante a madrugada de hoje mas ainda não localizou os envolvidos.

Carro ficou com vidro estilhaçado após bicicleta ser jogada no para-brisa

Clique na imagem para ampliar


Nenhum comentário:

Postar um comentário