7 de out de 2016

Homem natural de Serrinha esfaqueia mulher, tenta agredir policiais e é morto, em SC

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Casal morava nesta casa do bairro Jardim Atlântico
Uma mulher morreu no começo da manhã desta quinta-feira (6) após ser ferida por golpes de facão pelo próprio marido, no Jardim Atlântico, bairro da região continental de Florianópolis (SC).

Após o crime, de acordo com o registro da ocorrência, o homem avançou contra os policiais com o facão e foi morto a tiros. O casal era natural da cidade Serrinha (BA).

De acordo com o delegado Ênio de Oliveira Matos, da delegacia de homicídios, uma briga entre o casal resultou no esfaqueamento da mulher, identificada como Maria Jaciara dos Santos Capistrano Cruz, de 38 anos. O crime aconteceu por volta das 6h, na Rua José Luiz Vieira, na casa de número 787.

"O crime ocorreu por volta das 5h, eles deviam ter acabado de acordar quando começaram uma discussão. Os vizinhos disseram que eles costumavam ter brigas rotineiras. Considero o caso esclarecido, agora, é só formalizar o inquérito", afirma Mattos.

Local onde ocorreu o crime
A vítima foi socorrida por seus três irmãos, que eram vizinhos do casal. Ela foi levada ao Hospital Florianópolis, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade. A própria família acionou a polícia que, ao chegar no local do crime, também foi ameaçada pelo marido alterado. Os policiais reagiram e ele morreu atingido por tiros.

Conforme o delegado, o marido era o ajudante de construção civil José Justino Capistrano, de 43 anos. A polícia não soube informar se ele já tinha histórico de violência doméstica e outras passagens policiais, mas disse que há relatos de que as brigas entre o casal eram constantes.

“Quando brigavam, era aquela coisa normal, que todo casal tem. Não sei nem dizer o que possa ter acontecido”, falou Ernando Pereira dos Santos, de 29 anos, irmão de Jaciara. Os dois corpos foram recolhidos pelo IGP (Instituto Geral de Perícias).

Casal será sepultado em Serrinha - Os atos fúnebres serão na região de Flores, comunidade rural de Serrinha, onde vivem os três filhos do casal e outros familiares. A previsão é que corpos cheguem na madrugada de domingo (9) e o enterro aconteça no mesmo dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário