28 de out de 2016

Homem que se passava por advogado é preso em Serrinha

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Um homem que se passava por advogado foi preso em flagrante na manhã desta sexta-feira, 28, na cidade de Serrinha. De acordo com informações da polícia, Jurandir Jesus da Silva, de 63 anos, natural de Salvador, usava o registro cancelado de outro profissional em direito e atuava na cidade há quatro meses. Segundo a polícia, o homem ainda é suspeito de outros crimes e está sendo investigado.

Jurandir foi preso no escritório onde trabalhava, no Centro da cidade, após denúncia encaminhada à Polícia Civil pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Subseção Serrinha). Em entrevista à imprensa local, o presidente da entidade, Sabino Gonçalves, informou que já havia um mandado de prisão preventiva contra o falsário expedido pela Comarca de Governador Mangabeira.

“Esse senhor chegou na OAB se intitulando advogado e apresentou o número de uma OAB para as funcionárias. Quando a gente fez a consulta, foi constatado que na OAB existia o nome de uma outra pessoa e que essa OAB estaria cancelada. Diante desse indicio de que havia algum tipo de fraude, de uso indevido da OAB de outra pessoa, nós formalizamos um ofício para a delegacia e pedimos para que o delegado instaurasse procedimento. Quando o delegado instaurou procedimento, descobriu que havia também um mandado de prisão preventiva decretada contra ele da comarca de Governador Mangabeira”, explicou.

O falso advogado está preso na carceragem da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Serrinha) e deverá ser indiciado por estelionato, falsidade ideológica e exercício ilegal da profissão.

Alerta - Para que a população não caia em golpes, a OAB aconselha que o cidadão acesse o site da OAB e consulte se o advogado em questão está apto a atuar ou não. Outro método de conferir a legalidade do advogado, é ir até a sede da OAB da cidade em questão, e solicitar informações sobre o jurista.

Falso advogado usava registro cancelado pela OAB

Um comentário:

  1. Ele usava mais de 12 OABs falsas, é investigado na morte de outro advogado, deu golpe em dezenas de pessoas na cidade.

    ResponderExcluir