23 de out de 2015

Crise: Prefeito de Serrinha anuncia corte de 15% nos salários

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O prefeito de Serrinha, Osni Cardoso (PT), anunciou que vai cortar 15% do próprio salário e dos vencimentos dos cargos comissionados da prefeitura. Cardoso ainda garantiu que vai reduzir em 30% as gratificações dos agentes públicos.

Como forma de enfrentar o momento de redução de verba, vivido pela maioria dos municípios, Osni ainda afirmou que haverá "turnão" no expediente de trabalho e serviços não essenciais serão diminuídos. Ao jornal A Tarde, o prefeito disse que a meta é reduzir em R$ 120 mil por mês os gastos da prefeitura.

Segundo ele, um dos programas que obtiveram bons resultados no município, inclusive financeiramente, é o Mais Médicos. "A prefeitura tem que arcar apenas com a moradia e o carro para o transporte do profissional. Com isso, tem um custo mensal de R$ 1.500", ressaltou.

Já os médicos brasileiros, de acordo com o prefeito, possuem um salário líquido mensal de R$ 12 mil, o que custa aos cofres municipais cerca de R$ 30 mil por mês, incluindo salário bruto e pagamento de plantões.

Osni Cardoso anunciou ainda a construção do Centro Comercial e de Abastecimento de Serrinha, com inauguração prevista para maio de 2016. Com um investimento de R$ 30 milhões da iniciativa privada, o centro abrigará, em uma área 100% comercial, estabelecimentos de grandes porte, como supermercado, e os feirantes que já atuam em outros espaços da cidade.

Um comentário:

  1. JUNTOS PODEMOS FAZER MUITO MAIS!
    A MAIOR CULPA NÃO É DO PREFEITO E SIM DA CÂMARA MUNICIPAL, QUE TROCOU SERVIR AOS CIDADÃOS POR MEIA DUZIA DE EMPREGOS SERVEM AO CIDADÃO. ASSIM FAZEM MAL A POPULAÇÃO E ACABA CEGANDO O GESTOR.
    E A CÂMARA VAI TER ALGUEM COM CORAGEM E MORAL PARA APRESENTAR PROJETO DE UM SALARIO MINIMO PARA 2016?.
    Alguns Prefeitos da região, anunciaram que vão cortar dos próprios salários e de vencimentos dos cargos comissionados da prefeitura.

    Belo exemplo! Prefeitos se viram obrigados a a tomarem essas medidas porque eles fizeram dos municípios “privadas”. Os munícipio estão um caos, um descontrole total, na verdade são cidade que se tornarão de ninguém, suas popularidades está igual ou pior que a Dilma, servidores público além da conta, uns que não recebem mesmo trabalhando e uma outra parte com nenhum respeito para com a população que são os seus verdadeiros patrões recebem até mais do que tá na lei. Além é claro de fantasmas...funcionários que só aparecem na folhas e outros que não se dão nem o dever de assinar os contracheques que só aparecem na folha de pagamento. Pessoas essas que deveriam entregar os cargos por não fazerem nada e ainda prejudicar a quem faz. Os prefeito culpam a crise nacional: Como se pedir dinheiro de agiotas e pagar com recursos publico fosse papel da secretaria de finanças, encher gabinetes de funcionários e trocar apoio com a casa legislativa é linha direta para atender ao povo. A visão destes gestores voltada ao enchimento da folha, agradando a aliados e a vereadores (que são de fato os verdadeiros culpados) pois se permitem a esta promiscuidade e esquecem que sua função é para servir aos cidadãos e não ao cidadão.
    O ano esta indo embora e o que mais se destaca nestes municípios Pão e Circo: futebol, vaquejada , reuniões, encontros , almoços e jantares, compra de horários de rádio silenciando a imprensa (veículos chapas branca) e maquiagem na cidade; E essas sim são as prioridades deles e ainda são caloteiros. As cidades hoje conta quantas ambulâncias para servir uma população?, aliás as ambulâncias, se revessam em esta quebrada e a quebrar. Mas eles vão pra rádio (os donos fazem este papel) não de ludibriar mais de deixar os seus ouvintes serem ludibriados e o pior pagos com os nossos impostos. Ai dizem que a cidade está um canteiro de obras( se buraco for obras), querem tirar a prova, veja ai no seu bairro e procurem saber quais obras foram feitas na sede do munícipio por eles, procure se foi botada uma pedra de calçamento, a rua vive esburacada e nem manutenção pra isso existe, casas populares entregues e muitas delas enlameadas de denuncias.
    Sim precisamos deixar claro, que estamos indignados, revoltados com tamanho descaso nas cidades, esses belos exemplos de cortarem salários esperamos que não tenham o objetivo, eleições de 2016, somente isso.
    Aí vão pra internet dão uma de bom Samaritano, eles podem passar uma boa imagem pra quem não os conhecem e nem ao munícipio, mas a população muitas delas que também se cegam nas eleições precisa dizer que está farta de promessas e mentiras. Mas repito os gestores só fazem isso porque recebem o afago dos vereadores, que lamentavelmente em sua maioria são pedintes e achacadores.
    Boa noite.

    ResponderExcluir