17 de ago de 2014

Eduardo Campos é enterrado sob gritos de "guerreiro do povo"

Redação Portal Cleriston Silva PCS



Foi enterrado na noite deste domingo (17), no Cemitério de Santo Amaro, o corpo do ex-governador e candidato à Presidência Eduardo Campos. O sepultamento foi seguido por uma multidão, que acompanhou o cortejo de cerca de dois quilômetros do Palácio do Campo das Princesas até o cemitério, na área central do Recife. De acordo com a Polícia Militar, somando velório, cortejo e sepultamento, participaram das cerimônias fúnebres cerca de 160 mil pessoas.

Ao chegar ao cemitério, o caixão com os restos mortais de Campos foi colocado num carro elétrico, que enfrentou bastante dificuldade para atravessar o caminho até o túmulo, devido à multidão. A viúva Renata Campos e os filhos foram dentro do veículo. Durante o percurso, a multidão jogou flores, aplaudiu, gritou "Eduardo, guerreiro do povo brasileiro" e cantou o hino nacional.

Em frente ao túmulo, se acomodaram em cadeiras para assistir à cerimônia Renata, os filhos, a mãe de Eduardo Campos, a ministra do Tribunal de Contas da União Ana Arraes, o irmão Antônio Campos, Marina Silva e outros familiares. Mas o caixão foi rapidamente sepultado, após o toque fúnebre de uma trompeta. Renata e os filhos se despediram com beijos no caixão e aos gritos de "Eduardo, guerreiro do povo brasileiro". Quando o caixão foi colocado no túmulo, fogos de artifício começaram a estourar e a homenagem durou 20 minutos.

O corpo de Campos deixou o Palácio do Campo das Princesas por volta das 16h30, depois de 14 horas de velório, num carro do Corpo de Bomeiros. As filas dos admiradores que queriam ver o caixão de perto - que chegaram a três quilômetros de extensão, de acordo com a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) - ainda estavam enormes no momento. Eduardo Campos morreu na quarta-feira (13), num acidente aéreo em Santos, que também vitimou quatro assessores, o piloto e o copiloto do jato.



Antes da saída do corpo, vários artistas populares prestaram homenagens ao ex-governador, cantando músicas que foram acompanhadas pela multidão e emocionaram a família de Eduardo Campos. Alceu Valença, Petrúcio Amorim, Maciel Melo, Edilza e Edy Carlos foram alguns dos nomes que cantaram canções como "Madeira de lei que cupim não rói" e "Caboclo sonhador". O poeta Antônio Marinho recitou versos de sua autoria, sobre o nascimento do filho caçula do ex-governador, Miguel, e de despedida, sendo muito aplaudido.

Pela manhã, uma missa campal foi realizada no local, presidida pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. A celebração durou cerca de duas horas e foi transmitidas por telões espalhados na Praça da República. Também foram velados no local os corpos do assessor de imprensa Carlos Percol e do fotógrafo Alexandre Severo.

A celebração religiosa, que aconteceu na Praça da República, em frente ao Palácio do Campo das Princesas, foi acompanhada por parentes, amigos e políticos, como a presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e o candidato a presidência pelo PSDB, Aécio Neves.

Uma multidão de milhares admiradores também acompanhou a missa, que foi transmitida através de três telões. Caravanas de todo o estado vieram prestigiar as cerimônias fúnebres. Ao final da missa, os corpos de Alexandre Severo e de Carlos Percol foram levados para os cemitérios Morada da Paz, em Paulista, e Santo Amaro, respectivamente. Percol foi sepultado por volta das 14h30 e Severo será cremado às 17h.

O outro assessor de Campos, o cinegrafista Marcelo Lyra, foi velado para o Morada da Paz desde o desembarque na Base Aérea do Recife, onde também será enterrado, às 17h.

Acidente - O acidente que matou Eduardo Campos aconteceu em Santos, SP, na manhã da quarta-feira (13). O jato particular caiu sobre um bairro residencial. Chovia no momento da queda. A Aeronáutica vai apurar as causas da queda do avião. Em paralelo, a Polícia Civil também investiga o caso para buscar possíveis responsáveis.

Corpo de Eduardo Campos é velado em Recife

Família se emociona com despedida a Eduardo Campos

Caixão saiu do Palácio das Princesa, onde Eduardo Campos governo Pernambuco por 7 anos

Velório atrai milhares de pessoas em Recife

Caixão foi levado em viatura dos Bombeiros 

Filho conforta "Dona Renata", mulher de Campos

Filho de Eduardo Campos se emociona no velório do pai

Lula brinca com Miguel, filho caçula de Campos

Fãs lotam ruas de Recife em direção ao cemitério onde Campos foi enterrado

Nenhum comentário:

Postar um comentário