29 de jan de 2011

Ex-presidiário é executado por motoqueiros em Serrinha

Dois homens de moto executaram no início da manhã deste sábado (29) o ex-presidiário Adilton Alves da Silva, 33 anos. O crime aconteceu na Rua C, Quadra D, no bairro da Adelba, em Serrinha, próximo ao clube com o mesmo nome do bairro.

Segundo informações da polícia, por volta das 4h20m, a vítima estava passando pelo local em uma bicicleta quando foi alvejado com um tiro na cabeça a queima roupa. Populares informaram que o assassino que estava de carona, desceu da motocicleta com a arma na mão, se aproximou do ex-presidiário e disparou mais três tiros que atingiram as costas da vítima.

Adilton morreu no local enquanto que os dois motoqueiros fugiram em direção ao bairro de Vista Alegre. A polícia acredita que o ex-presidiário foi vítima de um “acerto de contas”, motivado possivelmente pelo tráfico de drogas.

Ele morava no sítio Baixa D’água, região do bairro da Cidade Nova e já tinha várias passagens pela polícia por pequenos furtos. A delegada Maria Virginia, plantonista da delegacia de Serrinha, e o Serviço de Inteligência (SI), investigam o crime.

Veja outras imagens

Adilton Alves morreu na Rua C, Quadra D, no bairro da AdelbaO ex-presidiário foi alvejado com tiros na cabeça e nas costasOs assassinos estavam em uma moto cuja placa não foi anotada Populares contaram que o carona acertou um tiro na cabeça da vítima, desceu da moto e disparou mais trêsSegundo informações, Adilton saiu do “cebolão” há cerca de 15 dias

2 comentários:

  1. olhe menino so jesus prá nos justicar pq essa justica e policia misericordia pq ñ faz nada para desvendar esses crimes os quais vem acontecendo na cidade de serrinha. e nem é uma grande cidade para ñ conseguir desvendar as vezes ñ é do interesse deles prá eles é menos um.

    ResponderExcluir
  2. ate quando vamos conviver com essa violência crianças adulto o que vamos explicar para os nossos pequenos que nossos país é um pais onde ñ se existe justiça e que são os próprios ser humano que ta fazendo justiça com suas mãos sem hora nem lugar sem respeitar ninguém somos obrigado a digerir cadaves e a policia e a justiça nada faz meu deus que paisssss é esse?

    ResponderExcluir