5 de jan de 2011

Serrinha: ladrão fingiu que estava morto para não morrer

Um homem foi espancado por populares em frente a uma loja de variedades, no calçadão da Rua Araujo Pinho, em Serrinha, e preso acusado de roubar uma colcha na manhã desta terça-feira, 4.

Quando os policiais do 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM) chegaram ao local, Crispim Araujo de Jesus, 29 anos, que mora na Rua A, bairro Vila de Fátima, já estava dominado e com várias escoriações pelo corpo.

Para não continuar apanhando o acusado fingiu que estava morto, porém foi despertado com um balde de água fria. Meio atordoado e ainda assustado com tudo que aconteceu ele foi levado no camburão da polícia militar para a delegacia da cidade.

Ao ser interrogado, ele disse que antes de entrar na loja tinha inalado uma substância tóxica preparada a base de cola, acetona e esmalte. Na cara de pau e trajando sua camisa social preta, bermuda de praia amarela e o seu ki chute conga azul, Crispim entrou na loja, observou alguns produtos, colocou a cocha debaixo do braço e saiu tranquilamente como se nada de errado tivesse acontecendo.

Avisado por uma funcionária que o larapio acabara de sair da loja sem pagar, o dono do estabelecimento gritou: pega ladrão! Crispim ainda tentou correr mais foi alçando por populares e acabou levando muitos socos e pontapés.

De acordo com agentes da DP onde o caso foi registrado, Crispim já foi preso acusado de outros roubos e de estuprar uma deficiente mental em setembro do ano passado. Ele está no xadrez assistindo o sol nascer quadrado.

Veja outras imagens

O acusado entrou na loja pegou a cocha e saiu sem pagar Crispim acabou levando muitos socos e pontapésAntes de entrar na loja ele inalou uma substância tóxica preparada a base de cola, acetona e esmalte

Nenhum comentário:

Postar um comentário