1 de mai de 2016

Dilma anuncia reajuste de 9% do Bolsa Família

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Diante de milhares de manifestantes nas comemorações pelo Dia do Trabalhador, a presidente Dilma Rousseff anunciou aumento médio de 9% dos benefícios do Bolsa Família e acusou o vice-presidente Michel Temer de planejar tirar 36 milhões de pessoas do programa caso assuma o governo.

Com presença anunciada, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não compareceu ao ato realizado pelas centrais sindicais e movimentos populares contra o impeachment, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. Segundo sua assessoria, ele estava sem voz. Dilma chegou por volta de 13h30, quando foi tocado o hino nacional. O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou que a ausência de Lula seria uma estratégia para “dar protagonismo” à presidente.

- Eles falam que vão dar Bolsa Família só para os 5% mais pobres. Serão 36 milhões que vão sair do programa e ser entregues às livres forças do mercado para se virar. Estão afetando não é adulto, homem e mulher adultos. Quem mais se beneficia hoje são as nossas crianças e adolescentes, que têm assegurado acesso à alimentação, saúde e educação - discursou Dilma.

A petista anunciou um pacote de bondades. Além do reajuste do Bolsa Família, a correção de 5% da tabela do imposto de renda de pessoas físicas a partir de 2017, a contratação de 25 mil moradias do Minha Casa Minha Vida para entidades populares, a criação do Conselho Nacional do Trabalho tripartite, com trabalhadores, empresários e governo, a ampliação da licença-paternidade para funcionários públicos de cinco para 20 dias e o Plano Safra para agricultura familiar.

No ato da Força Sindical, na Zona Norte de São Paulo, o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical, disse que Michel Temer não vai reduzir benefícios dos trabalhadores.

Mais cedo, antes de Dilma subir ao palco no ato, o Palácio do Planalto adiou a coletiva que a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, daria na tarde deste domingo sobre a correção dos valores do Bolsa Família. Não foi definida a nova data.

Nenhum comentário:

Postar um comentário