19 de mai de 2016

Recém-nascido morre asfixiado por refluxo de leite materno em Serrinha

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Um bebê de apenas 30 dias morreu engasgado na madrugada desta quarta-feira (19), por volta das 3h, no povoado de Tanque Grande, em Serrinha (BA). Segundo informações do Boletim de Ocorrência, a criança dormia quando teve um refluxo do leite que havia ingerido na amamentação, horas antes do óbito, e sofreu asfixia.

Ainda de acordo com o Boletim, assim que perceberam a situação, os pais tentaram reanimar o recém-nascido fazendo respiração boca a boca, mas ele não reagiu. Um vizinho foi chamado e o bebê foi levado ao Hospital Municipal, onde o óbito foi constatado. Ainda conforme informações da polícia, a avó materna contou que a criança já havia apresentado sintomas de refluxo. A família prestou depoimento na Delegacia Territorial e foi liberada.

Medidas antirrefluxo

Até 6 meses - É o período mais crítico porque a dieta baseia-se, principalmente, em líquidos, como leite materno e fórmulas. Quanto mais ralo o alimento, mais difícil de ser retido pelo esôfago. Ao amamentar ou dar mamadeira, mantenha seu filho inclinado, com a cabeça elevada em relação ao corpo. No final, segure-o apoiado contra seu ombro para arrotar – eliminar o ar ingerido diminui o mal-estar. “O ideal é mantê-lo na vertical por meia hora depois da mamada”, ensina o gastropediatra Luiz Henrique Hercowitz, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Outro cuidado é programar a troca de fraldas para antes de cada mamada ou uma hora depois, uma vez que movimentar o bebê com a barriga cheia aumenta o risco de refluxo. Na hora de dormir, deite-o inclinado, com o tronco elevado entre 30° e 45°. Para isso, posicione uma almofada sob o colchão, na cabeceira do berço. Essa posição estimula o bolo alimentar a fazer o caminho natural. “Deitar a criança ligeiramente virada para o lado esquerdo também favorece o esvaziamento gástrico”, orienta Hercowitz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário