14 de dez de 2017

Sem verba, Centro de Educação Cientifica de Serrinha interrompe atividades

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Os pesados cortes de recursos para a área de ciência feitos pelo governo federal estão levando a produção científica brasileira a um "estado terminal" e fechando por tempo indeterminado o Centro de Educação Científica (CEC) de Serrinha. A informação foi confirmada pela Associação Alberto Santos Dumont de Apoio à Pesquisa (ASSDAP), que gere a unidade. Além de Serrinha, serão fechadas as unidades de Natal (RN) e Macaíba (RN). O fim das atividades dos CECs está previsto para janeiro do ano que vem.

Idealizado para promover o pensamento crítico e a formação cidadã, por meio da ciência, o Centro de Educação Científica de Serrinha, primeira unidade de formação científica destinada a jovens da Bahia, alcançou resultados positivos em sete anos de funcionamento. No primeiro ano, apenas 12 alunos (3% do total) abandonaram os cursos. Nele, os alunos participam de oficinas e laboratórios de Ciência e Tecnologia, Ciência e Meio Ambiente, Ciência e Robótica e Ciência e Arte.

O CEC foi inaugurado em junho de 2010 pelo ex-governador Jaques Wagner e atende alunos da rede pública de ensino - 200 no turno da manhã e 200 no turno da tarde - do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Os pequenos cientistas aprendem a produzir robôs, aplicação de novas tecnologias, técnicas de fotografia e de edição de som e vídeo. A maioria dos estudantes é de famílias de baixa renda residentes zona rural do município.

A instituição é resultado de parceria entre o Governo da Bahia e a ASSDAP e foi projetado nos moldes do Instituto Internacional de Neurociências de Natal (RN) Edmond e Lily Safra (IINN-ELS). Para a sua implantação, o governo do Estado cedeu o prédio e destinou R$ 5 milhões.

Em sua página no Facebook, o ex-prefeito Osni Cardoso (PT) lamentou o fechamento da unidade e classificou a decisão como “golpe contra a educação brasileira”. “É com grande tristeza que recebo a notícia de mais um golpe contra a educação brasileira, em mais um ataque do governo Temer. As atividades dos Centros de Educação Científica (CECs) serão suspensas, nas unidades localizadas em Natal (RN), Macaíba (RN) e em Serrinha (BA). Somarei forças para continuar em defesa desse projeto que vem proporcionado o acesso a uma educação pública e de qualidade no sertão baiano”, escreveu o ex-gestor.

"Justamente num período de crise tão séria, o governo do PMDB fecha a porta de saída do problema. Nós estamos indo na contramão do desenvolvimento, desestimulando jovens que cogitam ou poderiam cogitar uma carreira científica”, disse um professor, que pediu para não ser identificado.

Em nota enviada ao Portal Cleriston Silva - PCS, o deputado estadual Gika Lopes (PT) diz que o fim das atividades do CEC é um ato de irresponsabilidade e covardia do governo federal e propõe que o governo do Estado assuma a gestão da unidade. “A irresponsabilidade do Governo Temer (PMDB) provoca impacto negativo na educação baiana, em mais um ato covarde promovido pelo presidente ilegítimo. Somando a essa luta, fiz uma proposição ao governador Rui Costa para que o Estado assuma a responsabilidade administrativa da Escola de Ciências, seguindo o exemplo do governo do Estado do Maranhão, que assumiu a responsabilidade da unidade de Caxias.

O parlamentar serrinhense ainda informou que agendou audiências com diversos setores do governo estadual para defender a manutenção do Centro, apresentando sua importância para o desenvolvimento tecnológico e educacional.

A prefeitura de Serrinha ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário