12 de fev de 2015

"Seguiremos firmes na luta pela UFNB", diz Osni

Redação Portal Cleriton Silva PCS

A luta pela criação da Universidade Federal do Nordeste Baiano - UFNB vem se fortalecendo cada vez mais, prova disso foi o grande número de Deputados Federais e Estaduais, Reitores, Lideranças políticas de todo o território do sisal, Bacia do Jacuípe, Nordeste II e Litoral Agreste Baiano; Movimentos Sociais e da Sociedade Civil, que estiveram reunidos no Auditório da Uneb Serrinha, para acompanhar a apresentação do projeto acadêmico da universidade.

Reitores das mais importantes instituições da Bahia realizaram uma reunião que marca o primeiro encontro de reitorias do estado, na pauta, foram discutidos importantes aspectos do projeto que será apresentado ao Ministério da Educação - MEC. Para o Reitor da Uneb, José Bites de Carvalho. “A importância da união dessas forças em prol do projeto, evidencia o anseio de todos, avalio como positivo o que pude ver hoje aqui, a Uneb se mostra parceira e acredito que todos ganharão com a UFNB”.

A Bahia, que antes possuía apenas uma universidade federal, atualmente conta com seis: UFBA, UFRB, UNIVASF, UFOB, UFSB, UNILAB; e a mobilização de criação da UFNB nasce do anseio dos movimentos sociais, ganha força com a realização de audiências públicas, com a petição online a mobilização toma uma forma mais popular e com o apoio de e aderência de relevantes instituições e lideranças políticas está a um passo de ser concretizada.

A instalação de mais uma instituição de educação superior na Bahia vai proporcionar a aproximadamente 2,2 milhões de pessoas acesso ao ensino superior no nordeste baiano. Na oportunidade, o Deputado Estadual Gika Lopes, destacou que toda a bancada legislativa é a favor do projeto “Os 63 Deputados sinalizaram que levantarão a bandeira da UFNB”.

 Para o Prefeito de Serrinha, Osni Cardoso. "A nova universidade vai promover a transformação socioeconômica de toda a região e nasce do interesse plural, seguiremos firmes na luta pela concretização da UFNB que será uma conquista coletiva". Finalizou.




Nenhum comentário:

Postar um comentário