12 de fev de 2014

Trabalhadores da limpeza urbana fazem paralisação em Serrinha

Redação Portal Clériston Silva PCS 

A coleta de lixo e a limpeza urbana de Serrinha foram interrompidas, na manhã desta quarta-feira (12), devido a uma paralisação de advertência feita pelos trabalhadores da empresa A&S, responsável por 80% da limpeza da cidade.

A categoria se mobilizou em frente à empresa, localizada no bairro do Cruzeiro, para cobrar reajuste e equiparação salarial, aumento dos itens da cesta básica e pagamento de horas extras. Os trabalhadores bloquearam os portões da empresa impedindo a saída e entrada de funcionários e de veículos.

Segundo Marcos José Alves Cardoso, tesoureiro do Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços de Limpeza Pública e Particular Terceirizado (Sintralp), alguns funcionários estão trabalhando sem carteira assinada e recebem remuneração abaixo do salário mínimo.

O presidente do sindicato, Rosalvo Ferreira de Cerqueira, explicou que a paralisação de advertência aconteceu apenas nesta manhã, mas poderá se estender caso não haja uma resposta para as reivindicações. “Se isso não acontecer, os trabalhadores podem entrar em greve”, falou.

A mobilização teve início às 5h40 e encerrou por volta de 10h, quando representantes da empresa informaram aos trabalhadores que foi agendada uma reunião com a direção geral da A&S, representantes da categoria e sindicato para discutir a pauta.

Trabalhadores recebem remuneração abaixo do salário mínimo, diz sindicato

Nenhum comentário:

Postar um comentário