26 de fev de 2014

57% dos brasileiros apoiam liberar maconha para uso medicinal, diz pesquisa

Redação Portal Clériston Silva PCS 

A legalização da venda de maconha para fins medicinais é defendida por 57% dos brasileiros, segundo levantamento da empresa Expertise. Já o uso recreativo não tem apoio da população: apenas 19% dos entrevistados são favoráveis à liberação total da erva.

O apoio à venda da Cannabis sativa com receita médica acompanha a experiência de 21 estados norte-americanos que regulamentaram, recentemente, o comércio da substância nessas condições. Médicos defendem que a droga pode aliviar sintomas de diversas doenças, como Aids, câncer e esclerose múltipla. Segundo a pesquisa, não existe mais o temor popular de que experimentar maconha uma vez condena o usuário ao vício.

Entre os que responderam ao questionário, 26% disseram ter usado a erva pelo menos uma vez na vida, dos quais 83% não fumam mais. Apenas 4% deles – 1% do total – disse fazer uso diário da droga. Há duas semanas, o Senado começou a discutir uma proposta de legalização total do consumo da maconha. O senador Cristovam Buarque (PDT-DF), relator da proposta, disse não ter “simpatia” nem “preconceito” a respeito da legalização, mas afirma que o Congresso não pode se negar a discutir o tema.

O levantamento da Expertise teve resultado mais liberal do que o apresentado por uma pesquisa do Datafolha em 2013, sobre o perfil ideológico da população, em que 83% avaliaram que o uso de drogas deve ser proibido, pois “prejudica toda a sociedade”. Informações do UOL.

Nenhum comentário:

Postar um comentário