14 de fev de 2014

Hospital de Alagoinhas pode fechar por falta de repasse do Governo

Redação Portal Clériston Silva PCS 

O Hospital Regional Dantas Bião, localizado no município de Alagoinhas, pode fechar as portas nos próximos dias. Em comunicado, o diretor geral Rogério França, informa que a unidade passará a entender com restrições devido a falta de repasses pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Apenas os atendimentos oriundos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), ou seja, de urgência.

No documento, a direção ainda alega que os serviços só serão regularizados após os reajustes financeiras. A reportagem do Bocão News tentou contato com o diretor da unidade que se recusou a falar sobre o assunto. Por meio de uma secretária informa que apenas a Sesab deverá se pronunciar.

Já o deputado estadual Paulo Azi (DEM) resolveu se posicionar sobre o caso. Os repasses são pactuados entre a Sesab e a Monte Tabor, instituição que administra a unidade no município. "Isso é reflexo do caos a que está submetido a saúde no Estado, que chega ao fundo do poço com o comunicado de um hospital referência como o Dantas Bião, que atende diariamente milhares de pessoas e que agora está prestes a fechar as portas".

A assessoria de comunicação da Secretaria esclarece que o diretor geral da unidade está “desinformado”, pois todos os repasses estão regularizados. De acordo com a assessoria, por não repassar o recurso para o hospital e sim para a unidade mantenedora, Monte Tabor, os diretores do hospital desconheciam as aplicações. “Inclusive os presidente da entidade já pediram desculpas pelo ocorrido. Está tudo regularizado”, garante.

Entretanto, a reportagem apurou que em 2013 foi publicado no Diário Oficial do Estado, que a Procuradoria da República investigava supostas irregularidades na aplicação recursos públicos, por parte da mantenedora, descumprindo parte do contrato tendo causado prejuízo ao Estado. Os valores do recurso mensal não foram divulgados pela Secretaria.

Nota do Hospital Dantas Bião

Nenhum comentário:

Postar um comentário