17 de fev de 2019

Vereador acusa Dayane Pimentel de "meter a mão" em R$ 483 mil do PSL e chama marido de "vagabundo"

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O vereador de Vitória da Conquista, David Salomão (PTC), fez graves acusações contra a presidente do PSL na Bahia, Dayane Pimentel, em discurso na tribuna da Câmara Municipal na última sexta-feira (15). O edil acusou a parlamentar, aliada do presidente Jair Bolsonaro, de "meter a mão" em R$ 483 mil da verba partidária para a sua campanha.

"Colocou no bolso", disparou David Salomão, chamando-a de "paquita de Bolsonaro". Além de Dayane, o vereador também disparou contra Alberto Pimentel, marido de Dayane e titular da Secretaria Municipal de Trabalho, Esportes e Lazer – SEMTEL, da Prefeitura de Salvador. "Um vagabundo cheio de antecedentes criminais está na secretaria da prefeitura de Salvador", detonou.

O parlamentar disse que não quer que o presidente Bolsonaro "se misture" com o que ele qualificou como a "quadrilha que o acompanha". "O presidente tem que cortar pela raiz e honrar os votos que recebeu", afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário