10 de abr de 2017

Policial militar aposentado é sequestrado por bandidos na cidade de Cruz das Almas

Redação Portal Cleriston Silva PCS

A polícia investiga o desaparecimento do policial militar reformado Edvaldo Souza Fonseca, 63 anos, sequestrado por desconhecidos no sábado, em Cruz das Almas, a 144 km de Serrinha. Ele estava sozinho em sua chácara quando foi levado pelos criminosos. Um suspeito já foi detido.

Os bandidos arrombaram um cofre e levaram todo o dinheiro guardado e levaram também as duas armas de Edvaldo. Uma ossada carbonizada encontrada nesta segunda-feira na zona rural da cidade, passará por exames periciais para saber é do policial.

Segundo o delegado titular de Cruz das Almas, Cristóvão Oliveira, Edvaldo era sargento aposentado, mas também atuava como agiota. “Ele emprestava dinheiro a juros”, disse Oliveira. O policial respondia a três processos: um por estupro seguido de morte e dois por extorsão mediante sequestro.

Sumiço - Edvaldo mora no bairro de Fazenda Coutos, mas estava com a mulher em sua chácara, numa região distante do centro da cidade. Na manhã do sábado, a mulher foi a casa de parentes na cidade de Sapeaçu, vizinha à Cruz das Almas. Ela retornou na manhã desta segunda, quando constatou o sumiço do marido.

“A mulher dele em encontrou a porta da chácara e o cofre arrombados, além de tudo remexido. Duas armas do policial, um revólver e uma pistola e duas armar artesanais também desapareceram”, disse o delegado. Um computador do sistema de monitoramento das câmeras da chácara também foi levado pelos criminosos.

O cachorro que fazia a segurança do imóvel, da raça rottweiler, foi morto a tiros pelos criminosos. A mulher deu por falta também de um Fiat Uno do policial que até agora não foi localizado.

Ossada - Uma ossada humana carbonizada foi encontrada numa estrada vicinal, na localidade de Boca da Mata. “Vamos encaminhar tudo para fazer exame de DNA e arcada dentária para saber se a ossada é do policial”, declarou o delegado Cristóvão Oliveira.

O delegado acredita que Edvaldo foi sequestrado por mais de uma pessoa. “Acredito que pelo menos umas quatro tenham participado do crime, pelo fato de terem o tirado de um local tão distante e extenso (chácara)”, deduziu o delegado. Ele já ouviu algumas pessoas, inclusive a mulher do sargento aposentado. “As investigações estão aceleradas”, disse Oliveira.

Suspeito - Ainda nesta segunda-feira, a polícia chegou ao paradeiro de um dos suspeitos. “Com um rapaz de 20 anos encontrados o computador e as armas artesanais. O rapaz disse que apenas guardava o material do roubo. Com base no depoimento dele, acredito que chegaremos aos demais envolvidos”, declarou o delegado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário