27 de jan de 2014

Encontrada 2ª vítima de acidente com ônibus na BR-116

Redação Portal Clériston Silva PCS 

O Corpo de Bombeiros encontrou na manhã desta segunda-feira (27) o corpo da mulher de 36 anos que estava desaparecida depois que um ônibus da empresa Viação Novo Horizonte, que partiu de Valença, a 234 km de Serrinha, caiu por volta das 6h de domingo (26) no Rio Glória, que divide os municípios de Miradouro e Murié, em Minas Gerais. Um bebê de cinco meses morreu.

Aparecida Alves Amaro da Silva viajava com a filha de 5 anos e uma sobrinha - ambas estão internadas com lesões leves no Hospital São Paulo, em Murié. O corpo foi encontrado a três quilômetros do local do acidente e levado para o Instituto Médico Legal de Muriaé.

O ônibus seguia para São Paulo pela BR-116 quando tombou em uma ponte e caiu, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O veículo quebrou a mureta da ponte, que tem cerca de 10 metros de altura, e despencou no rio, cuja profundidade estimada é de três metros. No momento do acidente, 51 pessoas estavam no ônibus, incluindo o motorista.

Segundo informações da agência autorizada da viação, em Ipiaú, o transporte saiu de Valença e também realizou embarques nas cidades de Ipiaú e Vitória da Conquista. De acordo com a PRF, a maioria dos passageiros conseguiu quebrar as janelas do ônibus e esperar por socorro em uma parte do veículo que ficou acima na água.

O corpo do bebê, identificado como Rebeca Manoela Moraes Silva, foi encontrado pelos bombeiros por volta de 11h30.

Elas perceberam que Aparecida não havia sido encontrada e comunicaram o fato à polícia. O Corpo de Bombeiros encerrou as buscas às 19h de ontem e deve retomar o trabalho às 6h de hoje.

Outras duas pessoas estão internadas no mesmo hospital em estado grave: Bianca Santos de Jesus, que sofreu uma contusão pulmonar e está na UTI neonatal, e Laíse Reis dos Santos, que também está na UTI devido a uma fratura cervical. Ainda não se sabe as circunstâncias do acidente, mas o motorista que conduzia o veículo afirmou à PRF que uma das rodas travou momentos antes de tombar.

Segundo o agente rodoviário Renato Aparecido, a possibilidade do motorista ter cochilado foi descartada. “Até porque tem marcas de frenagem na pista”, disse. O ônibus foi retirado da água por dois guinchos particulares por volta das 17h. A empresa Novo Horizonte não emitiu nenhum posicionamento oficial sobre o acidente até o fechamento desta edição.

Ônibus tombou no Rio Glória, que tem três metros de profundidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário