26 de nov de 2013

Padrasto acorrenta e agride adolescente em Ubaitaba; mãe não denunciou abusos por medo

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Um adolescente de 14 anos foi encontrado acorrentado dentro de casa por vizinhos no município de Ubaitaba, localizado a 378 quilômetros de Serrinha. De acordo com o titular da delegacia local, Gilberto Souza Mouzinho, o jovem foi encontrado na noite do domingo (24), quando os gritos dele foram ouvidos pelo moradores da região.

"Além de usar correntes de ferro para imobilizar o garoto, o padrasto também bateu nele com a bainha de um facão", conta o delegado Gilberto. "Os vizinhos ouviram os gritos e bateram na porta, mas ele demorou a abrir. Quando eles conseguiram entrar na casa, o padrasto já tinha desacorrentado o garoto, mas estava com uma bainha que usou para agredir ele na mão".

A vítima foi socorrida para o hospital de Ubaitaba, onde fez exames preliminares de corpo de delito, e encaminhado para o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da cidade.

No entanto, o Ministério Público da região não aceitou o resultado do exame porque este não foi realizado por um legista. O adolescente foi encaminhado nesta terça-feira (26) para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Ilhéus, onde deve passar por nova perícia, acompanhado pelo Conselho Tutelar.

Ainda segundo o delegado, é provável que o adolescente já venha sofrendo maus tratos há sete anos, desde que o padrasto foi morar com a mãe dele, Geruza Santiago da Silva, 32 anos. Ao ser ouvida pela polícia, a mãe da vítima disse que não denunciava os abusos por sentir medo do marido, que tinha lhe ameaçado de morte caso ela contasse para alguém. Um mandado de busca contra o padrasto do adolescente, identificado como Arlindo dos Santos, já foi expedido pela polícia. Ele é considerado foragido por não ter ido prestar depoimento na delegacia de Ubaitaba nesta terça-feira (26).

Jovem foi encontrado acorrentado dentro da residência onde vive

Nenhum comentário:

Postar um comentário