25 de nov de 2013

Notas por escola do Enem 2012 já podem ser consultadas

Redação Portal Clériston Silva PCS 

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012 por escola já podem ser consultadas no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). A previsão era de que as notas entrassem no ar apenas na terça-feira (26), mas já estão disponíveis. As notas consideram apenas as escolas que tiveram mais de dez participantes no Enem e com taxa de adesão dos alunos concluintes do ensino médio acima de 50%.

Melhora em humanas, cai em linguagens - As médias das redes federal, estadual, municipal e privada apresentaram melhora em ciências humanas e piora em linguagens em relação a 2011 (veja no quadro ao lado). Em matemática, ciências da natureza e redação, a variação foi pequena.

Na média geral por disciplina, o melhor desempenho foi em matemática (533,43); seguido por ciências humanas (533,18); redação (529,14); linguagens (502,52); e ciências da natureza (486,28).

O site do Inep terá uma ferramenta na qual o estudante poderá comparar sua nota individual com a média da escola, e a instituição poderá ver um mapa do desempenho de todos os seus alunos por área de conhecimento.

Segundo o ministro, o estudante terá a oportunidade de acompanhar o seu desempenho e comparar com o de outros colegas da escola. “Nós do MEC procuramos dar as informações mais precisas possíveis para o estudante saber como ele foi, se quiser fazer um novo enem. Nosso objetivo é pedagógico", afirmou.

O Inep também vai disponibilizar uma ferramenta na qual o estudante poderá fazer exercícios simulados on-line do conteúdo do Enem, ver o seu desempenho, pontos fortes e pontos fracos em cada uma das quatro áreas de conhecimento. A ferramenta "Geekie Games", desenvolvida pela start up Geekie, foi disponibilizidada no G1 nas semanas que antecederam o Enem.

Questionado sobre os rankings de desempenho das escolas no Enem que são feitos anualmente pela imprensa, Mercadante afirmou que o papel do governo é informar. “Eu sou favorável a toda transparência de informação pedagógica. A forma de apresentar as informações compete à imprensa. Cada um tem a sua leitura das informações. O papel do Estado é dar informação pura e transparente", diz Mercadante.

Ele afirmou, por exemplo, que uma escola da periferia, com população de baixa renda, sem estrutura em casa, terá média mais baixa em comparação a uma escola de um bairro de luxo, com toda a estrutura, condições e apoio pedagógico. “Pode ter certeza que a média vai ser melhor na segunda escola.”

“Nós preferimos que essa informação seja dada para cada escola, para ela abrir as informações e poder discutir com os estudantes. (...) Ela vai saber onde ela está em relação à distribuição das notas, e estudante vai ter a informação mais detalhada possível de suas habilidades, para ele saber o que precisa desenvolver.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário