7 de mar de 2017

Guarnições do 16º BPM são usadas para policiamento privado, denuncia deputado

Redação Portal Cleriston Silva PCS

As guarnições da 3ª Companhia do 16º BPM são utilizadas, todos os domingos, irregularmente, para fazer segurança privada na mineradora Yamana Gold, localizada na cidade de Teofilândia. A denúncia é do deputado soldado Prisco, vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Alba, que recebeu os reclames por meio de um ofício encaminhado ao seu gabinete pela Associação dos Policiais e Bombeiros Militares e seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra/Serrinha).

Conforme o documento, os policiais permanecem longe das ruas durante as noites dos domingos, até a chegada de um helicóptero que realiza o translado da carga de ouro do município de Teofilândia. Enquanto PMs são obrigados a realizar o policiamento irregular, as guarnições deixam de cumprir o policiamento nas comunidades de Lamarão, Biritinga, Barrocas e Teofilândia.

Segundo informações, a proposta de patrulhamento irregular chegou a ser feita pelos diretores da mineradora ao comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Nordeste), sendo de imediato rechaçada. Entretanto, policiais da 3ª Companhia do 16º Batalhão são obrigados a realizar a segurança privada pelo comando da subunidade. “Não podemos permitir que atividades eminentementes públicas sejam direcionadas a atender anseios privados. Enquanto a população clama por segurança uma mineradora extremamente rica se utiliza do serviço do Estado tirando os policiais da rua”, reclamou o deputado soldado Prisco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário