8 de dez de 2016

Suspeitos de participação na morte de professores são presos em Santaluz

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Mulher e jovem de camisa foram presos, o da direita foi morto
Gleice da Costa Anjos, de 19 anos, foi presa e um adolescente de 17 anos, apreendido na manhã desta quinta-feira, 8, depois de uma denúncia anônima na cidade de Santaluz, a 80 quilômetros de distância de Serrinha. De acordo com a polícia, os dois estariam envolvidos na morte dos professores Edivaldo Silva de Oliveira, 32 anos, também conhecido como "Nino", e de Jeovan Bandeira, 39. O crime aconteceu em 10 de junho deste ano [ver matéria completa].

Ainda segundo a polícia, a dupla confessou o crime e apontou outro homem, identificado como Alan Militão Pires, como o mentor do crime. Alan foi morto na última terça, 6, após deixar a delegacia da cidade de Valente (distante 30 quilômetros de Santaluz), onde cumpria pena por tráfico de drogas [veja aqui].

A reportagem entrou em contato com a delegacia da cidade, no inicio da tarde desta quinta, 8, mas o delegado João Farias, responsável pelo caso, ainda estava ouvindo os suspeitos. A prisão dos acusados atraiu vários curiosos, que se aglomeraram em frente à delegacia da cidade [ver vídeo abaixo].

O crime - Os corpos dos professores Edivaldo Silva de Oliveira, de 32 anos, e de Jeovan Bandeira, de 39 anos, foram encontrados carbonizados dentro do porta-malas de um carro que teria sido incendiado. O crime aconteceu na noite de 10 de junho, na BA-120 em Santaluz, na divisa com o município de Queimadas.

Os criminosos teriam sequestrado os professores, e pretendiam seguir para Queimadas, mas acabaram se envolvendo em um acidente, capotando o carro. Para simular um incêndio e despistar as investigações, atearam fogo no veículo, com os professores ainda no porta-malas.


Carro com corpos em porta-malas foi encontrado no município no dia 10 de junho deste ano

Nenhum comentário:

Postar um comentário