15 de dez de 2013

Rio Real: Juiz pede afastamento do caso

Redação Portal Clériston Silva PCS

O juiz da comarca de Rio Real, Josemar Dias Cerqueira, solicitou ao Tribunal de Justiça (TJ-BA) afastamento do caso em que dois PMs são acusados de cometer crimes de tortura, abuso de autoridade e improbidade administrativa.

No último dia 5, o Ministério Público (MP-BA) pediu o afastamento cautelar dos dois policiais lotados na 6ª Companhia da PM (Rio Real), os quais terão também de responder à ação civil pública por ato de improbidade administrativa. Logo após o pedido do MP, o TJ-BA montou um colegiado a pedido do próprio juiz para que o caso fosse julgado em conjunto.

Josemar Dias Cerqueira, que era um dos integrantes do colegiado, solicitou afastamento sem explicar as razões do pedido. "A lei veda que explique a razão do afastamento. É um motivo íntimo. O que posso dizer é que ouvi boatos de que a PM poderia alegar que eu não seria suficientemente imparcial", afirmou.

Na quarta-feira, as investigações sobre outros inquéritos relacionadas aos desvios de conduta de PMS em Jandaíra, cidade vizinha a Rio Real, serão retomadas pelo promotor Pedro Costa Safira. As informações são do Correio.



Nenhum comentário:

Postar um comentário